Celebridades

Elton John interrompe apresentação na Nova Zelândia por pneumonia

'Estou decepcionado, profundamente chateado e sinto muito. Eu dei tudo o que tinha', diz cantor

Elton John no Oscar 2020
Elton John no Oscar 2020 - Lucas Jackson/Reuters
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O cantor e compositor britânico Elton John, 72, pediu desculpas, sem conter as lágrimas, aos seus fãs após interromper um show na Nova Zelândia neste domingo (16), devido a uma pneumonia. 

Após a interrupção do show, que acontecia no estádio Mount Smart, John se esforçou para cantar mais duas canções, mas acabou parando novamente a apresentação, na metade dela.

"Não posso cantar. Perdi completamente a voz", disse ele, rouco, aos fãs. "Eu tenho que ir. Sinto muito", completou.

As autoridades de saúde de todo o mundo estão em alerta máximo pelo novo coronavírus, que infectou mais de 70.000 pessoas e matou 1.770 na China continental. Até o momento, a Nova Zelândia não registrou casos da epidemia.

"Fui diagnosticado com uma pneumonia atípica hoje mais cedo, mas estava determinado a fazer para vocês o melhor show humanamente possível", tuitou ele no mesmo dia. "Toquei e cantei com todo meu coração, até minha voz não conseguiu mais. Estou decepcionado, profundamente chateado e sinto muito. Eu dei tudo o que tinha".

A pneumonia atípica provoca infecções leves do sistema respiratório, de acordo com o Centro para o Controle de Doenças dos Estados Unidos. Os sintomas incluem cansaço, dor de garganta, febre e tosse. Em alguns casos pode provocar uma pneumonia mais grave.

A primeira-ministra da Nova Zelândia Jacinda Ardern disse se encontrou com o cantor antes do show de domingo, e que "dava para perceber que ele não estava se sentindo bem". 

"O fato de ele ter passado aproximadamente duas horas no palco com uma performance gigantesca foi incrível e muito generoso", declarou ela.

Elton John está na Nova Zelândia como parte da turnê mundial "Farewell Yellow Brick Road", que começou em 2018 e dever terminar em 2020 em Londres. A turnê é considerada a última chance de ver o astro no palco antes da aposentadoria. 

AFP
Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem