Celebridades

Petra Costa e Sonia Guajajara posam com Brad Pitt e Leonardo Di Caprio no almoço do Oscar

Diretora do documentário indicado ao prêmio foi ao evento com líder indigena

Brad Pitt e a diretora Petra Costa
Brad Pitt e a diretora Petra Costa - Robyn Beck/AFP
São Paulo
Indicada ao Oscar de melhor documentário por "Democracia em Vertigem", a cineasta brasileira Petra Costa participou do primeiro evento da premiação nesta segunda-feira (27), em Los Angeles.
 
Acompanhada da líder indígena Sonia Guajajara, as duas posaram para fotos com os astros Brad Pitt, Leonardo Di Caprio e Robert De Niro. 
 
"Como é notório, Leo é grande apoiador da causa ambiental e indígena em todo mundo", escreveu Guajajara em suas redes sociais. 
 
Costa também brincou com o fato de ter se encontrado com os galãs americanos. "Adivinha sobre o que estamos falando?", legendou ela, a foto que saiu com Brad Pitt.
O documentário "Democracia em Vertigem", produção original da Netflix, acompanha o processo de impeachment de Dilma Rousseff a partir de uma visão particular da diretora. 
 
O longa chegou à plataforma de streaming em junho. Nos Estados Unidos, o filme também foi exibido em salas de cinema, requisito para concorrer ao Oscar.

Estão no documentário brasileiro imagens de impacto dos protestos de junho de 2013; do impeachment da presidente Dilma Rousseff, em 2016; da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2018; e da vitória de Jair Bolsonaro na disputa para o Palácio do Planalto, também em 2018.

Os outros documentários indicados são o americano "American Factory", a coprodução entre Irlanda e Tailândia "The Cave", o macedônio "Honeyland", também indicado a filme internacional, e a coprodução entre Reino Unido e Síria "For Sama".

A nomeação acontece depois de a aposta brasileira para o Oscar de melhor filme internacional, "A Vida Invisível", ter sido deixada de fora da pré-lista de indicados.​

 
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem