Celebridades

'Se me defino sapatão, é para poder conversar sobre isso', diz Bruna Linzmeyer

Em conversa com Xuxa e Iana Mallmann, atriz lamentou discriminação LGBT

Bruna Linzmeyer no Baile da Bruxa
Bruna Linzmeyer no Baile da Bruxa - AgNews
São Paulo

Xuxa, Bruna Linzmeyer e Iana Mallmann se uniram para falar sobre bullying e discriminação. Em um vídeo de uma série apresentada semanalmente pela rainha dos baixinhos, promovida pelo Instagram e a SaferNet, o trio tratou de um dos principais problemas sociais da atualidade.

"Todos os dias, muitos jovens são vítimas de bullying", afirma Xuxa no início do vídeo. Em entrevista, a apresentadora trata do preconceito sofrido por Linzmeyer e Mallmann, ambas lésbicas. 

"O bullying que eu vim a sofrer –preconceito, discriminação e homofobia, machismo e misoginia– veio mais recentemente", contou Linzmeyer, que apareceu aos beijos com um novo affair nas últimas semanas.

Já Mallmann, que afirma ter tido depressão e tentado suicídio anteriormente, diz que o bullying começou cedo. "A escola pode ser um espaço muito hostil para muitas pessoas", lembra.

"[O banheiro] era muito hostil para mim, porque as meninas se sentiam desconfortáveis", continuou, lembrando que a diretora de sua escola sugeriu, certa vez, que ela utilizasse o banheiro para deficientes da instituição.

Linzmeyer aproveitou o espaço para fazer um apelo de que o futuro da comunidade LGBT seja diferente. "Imagino que a gente não precise mais falar sobre gêneros, definir as pessoas em homens ou mulheres, isso ou aquilo [...] O ideal é que isso não seja mais uma questão. Mas para chegar até lá, a gente precisa falar. Se eu me defino sapatão ou lésbica hoje, é para poder conversar sobre isso. Mas eu entendo que meu coração, corpo e cabeça são mais livres de qualquer palavra."

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem