Celebridades

Gugu Liberato deixa herança milionária para a família

Apresentador morreu aos 60 anos após cair de uma altura de quatro metros

Gugu Liberato e filhos
Gugu Liberato posa com os filhos e a mulher, Rosie, em Portugal, para o aniversário de 90 anos de sua mãe, Maria do Céu Liberato - @guguliberato no Instagram
 
Erramos: esse conteúdo foi alterado
São Paulo

Um dos ícones da televisão brasileira, Gugu Liberato, 60, deixou uma fortuna milionária como herança, após a sua morte anunciada na última sexta (22). O apresentador ficou em 7º lugar no ranking das dez pessoas famosas mais ricas do país em uma lista divulgada pelo jornal Metrópoles e creditada à Forbes, que afirmou que a lista não pertence à sua publicação. 

O valor estimado de sua fortuna é de R$ 170 milhões. Na lista, Gugu estava na frente de grandes nomes como Ana Maria Braga, Roberto Justus e a cantora Daniela Mercury. Em sua frente, liderava o ranking, na ordem: Silvio Santos, seu ex-patrão do SBT, Xuxa, Pelé, Ivete Sangalo e Gisele Bündchen.

Além dos trabalhos na TV, onde já passou pelas emissoras SBT e Record, Gugu se arriscou no ramo de empreendedorismo. Em 1997, o apresentador foi sócio de um canal de televisão em Mato Grosso, a TV Pantanal, detendo 19% das ações da Pantanal Som e Imagem.

Gugu também fechou um acordo de cessão dos estúdios da produtora GGP para a produção paulista da programação da Rede JB, antiga CNT. Ele detém apenas 25% de participação na unidade da Rede Graal, localizada em Barueri, São Paulo.

Entretanto, o seu sucesso na TV fez com que ele conseguisse atingir o público infantil. O CD "Gugu Para Crianças", de 2002, foi premiado como disco de ouro e vendou mais de 100 mil cópias no Brasil. A música "Pintinho Amarelinho" virou sua marca registrada.

MORTE

Gugu Liberato, 60, teve a morte anunciada na sexta-feira (22). Ele morreu em um hospital em Orlando, no estado americano da Flórida, onde estava internado desde quarta (20). O apresentador, que morava em um condomínio nos arredores da cidade, caiu de uma altura de quatro metros, quando fazia um reparo no ar-condicionado instalado no sótão.

O apresentador foi encaminhado ao hospital Orlando Health Medical Center. Devido à gravidade de seu estado, não foi indicado qualquer procedimento cirúrgico. Durante o período de observação, foi constatada a ausência de atividade cerebral, segundo a nota de falecimento, que não especifica a data exata da morte.

"Nosso Gugu sempre viveu de maneira simples e alegre, cercado por seus familiares e extremamente dedicado aos filhos. E assim foi até o final da vida, ocorrida após um acidente caseiro", escreveu a família, em nota. Ele deixou sua mulher, Rose Miriam, e três filhos: João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Marina e Sofia, de 15. 

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

A família autorizou a doação de todos os órgãos do apresentador. Antes do procedimento cirúrgico, a família pediu que fosse lido um texto escrito em primeira pessoa em memória de Liberato. Leia abaixo a íntegra da carta.

“Deus em sua infinita bondade nos dá a oportunidade da vida. Vivi minha jornada na Terra seguindo os ensinamentos que recebi de meus pais, Augusto e Maria do Céu. Com eles aprendi a importância de olhar para o próximo com amor e fraternidade. Agora eu sigo adiante por um caminho que me levará mais próximo ao Pai. E neste momento quero praticar os ensinamentos do mestre Jesus. Assim como ele compartilhou o pão com os seus, eu compartilho meu corpo com aqueles que necessitam de uma nova oportunidade de viver. 

Aos meus familiares eu agradeço por terem realizado a minha vontade. Tenham certeza que, a partir de agora, eu estarei batendo em muitos outros corações e compartilhando minha vida com outros irmãos. Que eu seja um instrumento de amor, oportunidade e de luz. Gugu".

O gesto do apresentador e de sua família pode salvar até 50 vidas, de acordo com a equipe médica que realizou a cirurgia.

ERRAMOS: O conteúdo desta página foi alterado para refletir o abaixo

Diferentemente do afirmado, a lista das dez celebridades brasileiras mais ricas não é da revista ​Forbes. A relação foi divulgada pelo jornal Metrópoles. O título e o texto foram corrigidos. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem