Celebridades

R. Kelly quer pagar fiança para sair com suas duas namoradas e por problemas de saúde

Cantor foi acusado de abuso sexual contra uma menor

R. Kelly na corte de Chicago
R. Kelly na corte de Chicago - Antonio Perez/AFP
São Paulo

Depois de ser preso sob acusação de abuso sexual, o cantor R. Kelly, 52, tenta conseguir fiança para poder sair com as suas duas namoradas, já que as visitas na prisão são restritas.

O pedido feito pelo advogado do cantor Steve Greenberg cita que só uma das namoradas do cantor está na lista de visitas e que essa permissão tem o prazo de validade de 90 dias, segundo reportagem do jornal inglês The Guardian. 

O artista, conhecido pelo sucesso “I Believe I Can Fly” é acusado de ter pago 200 dólares a uma garota de 17 anos para que ela tirasse suas roupas e dançasse para ele e, depois, ele ainda tentou um contato sexual com a jovem. 

O advogado do artista ainda cita, no pedido, que Kelly estaria sofrendo ataques de ansiedade, dormência nas mãos e uma hérnia não tratada.

Além desse caso julgado em Minnesota, Kelly enfrenta ainda ​outras duas acusações federais em Nova York e em Chicago, e uma ação estadual movida no condado de Cook, no estado de Illinois. 

O indiciamento no tribunal federal do Brooklyn acusa Kelly de comandar um esquema criminoso no qual recrutava mulheres e meninas menores de idade para fazer sexo. As mulheres eram isoladas e, muitas vezes, controladas com horários para comer e usar o banheiro. 

Kelly foi acusado separadamente em Chicago de ter contatos sexuais com cinco menores de idade e de ter gravado vídeos sexualmente explícitos em alguns casos. Ele também é acusado de utilizar ameaças e subornos para silenciar suas supostas vítimas.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem