Celebridades

Izabella Camargo, ex-Globo, diz que quer voltar a trabalhar na TV e 'ter dignidade de volta'

Ela foi demitida da emissora em novembro de 2018

Jornalista Izabella Camargo - Instagram/izabellacamargoreal
São Paulo

Demitida da Globo em novembro de 2018, a jornalista Izabella Camargo, 38, diz que quer voltar a trabalhar. Segundo ela, em entrevista que vai ao ar nesta sexta (20), no Tricotando (RedeTV!), muita gente achou que ela queria ganhar holofotes com o caso.

Camargo, que atuou por seis anos como repórter do tempo nos jornais Hora 1 e Bom Dia Brasil, afirmou na época da demissão que havia sido diagnosticada com Burnout, um tipo de estresse associado ao emprego ou ao desemprego, segundo definição da OMS (Organização Mundial da Saúde).

“Tiveram algumas pessoas que falaram que eu queria aparecer com esse caso. Não. Eu só quero voltar a trabalhar, só quero ter a minha dignidade de volta, apenas isso”, esclarece.

O juiz do trabalho José Aguiar Linhares Lima Neto, da 24ª Vara do Trabalho, determinou em julho a sua readmissão, afirmando que a Síndrome de Burnout é uma doença relacionada ao trabalho e que Camargo estava no período de estabilidade. A jornalista diz ter sido barrada pela Globo ao comparecer uma semana depois à emissora, que não comenta sobre ações que estão sob júdice.

“Um grande aprendizado. Fiquei triste? Fiquei. Mas foi um aprendizado.” Na entrevista, Izabella também fala mais sobre o momento em que descobriu a síndrome. “Eu recusei muito o diagnóstico”, afirma.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem