Celebridades

Príncipe Charles pensou em cancelar casamento com Diana às vésperas da cerimônia

Segundo biógrafo, ele seguiu com a união para evitar 'cataclisma'

Princesa Diana e príncipe Charles em seu casamento, em 1981
Princesa Diana e príncipe Charles em seu casamento, em 1981 - Associated Press
São Paulo

Às vésperas do casamento com Diana (1961-1997), o príncipe Charles pensou em desistir da união e só não cancelou a cerimônia para evitar um "cataclisma" na realeza britânica. A informação faz parte do novo livro que o jornalista Roberto Jobson prepara sobre a família real e que deve ser lançado em breve no Reino Unido.

Trechos da obra que mostram as dúvidas de Charles em relação ao casamento foram divulgados pelo site Radar Online neste sábado (27). "Não levou muito tempo –apenas alguns encontros com Diana– para [Charles] perceber que eles eram totalmente incompatíveis”, escreve Jobson no livro.

Segundo a publicação, ele e Diana só tiveram 12 encontros antes de ficarem noivos. "Anos depois, ele disse a amigos: 'Eu queria desesperadamente sair do casamento em 1981, quando, durante o noivado, descobri como nossas perspectivas eram horríveis, não tendo tido qualquer chance de conhecer melhor a Diana de anteriormente", diz em trecho da obra.

Charles e Lady Di se casaram em julho de 1981 e tiveram dois filhos, os príncipes William e Harry. O relacionamento foi marcado por traições e muitos escândalos noticiados pela imprensa. O casal se separou em 1996. Diana morreu em um acidente de carro em Paris, em agosto de 1997.

Em outro trecho do livro divulgado pelo jornal Daily Mail, Jobson afirma que a rainha Elizabeth 2ª deve abdicar do trono em 2022, quando completará 95 anos, para que Charles assuma o reino. Elizabeth foi coroada aos 25 anos. 

“A rainha já pensou bastante sobre o assunto e acredita que, caso chegue aos 95 anos, ela considera seriamente a possibilidade de passar seu reinado ao Charles”, disse o jornalista. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem