Celebridades

Helena Rizzo é criticada por defender movimento contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL)

Chef postou foto ao lado de sua equipe com gesto obsceno

Ao lado de sua equipe, chef Helena Rizzo faz gesto obsceno contra Bolsonaro (PSL)
Ao lado de sua equipe, chef Helena Rizzo faz gesto obsceno contra Bolsonaro (PSL) - Reprodução/instagram

São Paulo

A chef Helena Rizzo, do Maní, aderiu na noite deste sábado (6) ao movimento #EleNão, que reúne manifestações contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

Em seu perfil no Instagram, a chef  postou foto, ao lado de sua equipe, em que aparece fazendo gesto obsceno contra o candidato. Na legenda, escreveu: #elenão, #elenunca, #elejamais, #elenemfodendo. Em  seu braço, ela também escreveu a hashtag #elenão.

A publicação provocou polêmica. Em comentários, muitas pessoas xingaram a chef e disseram que não vão mais frequentar os restaurantes dela.

Um internauta disse: "Perdeu um seguidor e um cliente. Parabéns por ser burra." Já outro escreveu: "Vamos chamar o Ministério do Trabalho, porque haja coincidência, todos os funcionários obrigados a xingar o futuro presidente do Brasil."

Helena Rizzo também recebeu comentários positivos por se manifestar contra Bolsonaro. Uma internauta escreveu: "Mandou muito bem chef!" Outro seguidor afirmou: "Eu amo essa mulher, obrigada por nos representar tão bem." 

O restaurante Maní, comandado por ela, foi considerado o melhor restaurante de São Paulo pelo júri d'O Melhor de sãopaulo,

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem