Celebridades

Ronaldinho desmente casamento com duas mulheres: 'Maior mentira'

Segundo site, jogador teria negado casório durante evento nesta quinta (24)

Ronaldinho Gaúcho durante sua apresentação ao Querétaro, do México, em 2014
Ronaldinho Gaúcho durante sua apresentação ao Querétaro, do México, em 2014 - AFP/Ronaldo Schemidt

São Paulo

Segundo matéria publicada no site Globo Esporte, na tarde desta quinta (24), Ronaldinho Gaúcho desmentiu a notícia publicada pelo colunista Leo Dias, do jornal O Dia, de que se casaria com duas mulheres em agosto. 

De acordo com o Globo Esporte, o ex-jogador teria negado a notícia durante o evento de lançamento de seu grupo de pagode, o R10, no Rio de Janeiro. 

"É a maior mentira. Falaram isso, mas é mentira. O mundo todo está me ligando. Não vou casar não (risos)" , disse o ex-atleta, segundo o Globo Esporte.

ONDE CABEM DOIS...

 

As informações acerca do suposto casamento foram divulgadas nesta quinta (24), pelo colunista Leo Dias, do jornal O Dia, que acrescentou que a festa deve acontecer em agosto, apenas para familiares mais chegados. 

O jogador namora Priscilla Coelho e Beatriz Souza, ambas nascidas em Belo Horizonte (MG). Embora nunca tenha assumido publicamente o namoro, Ronaldinho já foi visto em eventos acompanhado das duas moças e já compartilhou imagens em suas redes sociais com ambas. 

A relação com Priscilla teria começado em 2012, quando o craque assinou com o Atlético Mineiro. Morando na cidade, o casal saía com frequência e Coelho acompanhou Ronaldinho em viagens internacionais. 

Foi então que, em 2016 conheceu Beatriz. Segundo o jornal britânico Mirror, as garotas já eram amigas. Em março deste ano, durante uma viagem ao Japão, Ronaldinho postou uma foto com as namoradas em seu Instagram Stories (ferramenta de compartilhamento em que as imagens desaparecem depois de 24 horas).

No Brasil, bigamia é considerado crime e encontra-se detalhado no Código Penal, artigo 235, sendo capitulado dos Crimes Contra o Casamento. Portanto, formalmente, o trio não poderia ser reconhecido em uma união estável perante a lei.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem