Celebridades

Adriane Galisteu muda visual e surpreende fãs com o cabelo moreno

A atriz está no elenco da próxima novela das sete 'O Tempo Não Para'

Adriane Galisteu muda de visual para interpretar Zelda em "O Tempo Não Para"
Adriane Galisteu muda de visual para interpretar Zelda em "O Tempo Não Para" - Divulgação

São Paulo

"Mudei! E quer saber? To feliz demais... que venham todas as novidades!", afirmou a apresentadora e atriz Adriane Galisteu, 45, ao publicar foto com o novo visual para a próxima novela das sete, "O Tempo Não Para". 

Conhecida por seu icônico loiro, ela escureceu os fios com o cabeleireiro Anderson Couto, embaixador da Wella Professionals. No folhetim, Galisteu viverá a estilista Zelda Lacocque, uma pessoa pouco ética e um tanto vigarista. Ela deve roubar ideias de Marocas, interpretada por Juliana Paiva, integrante da família do passado.

"Fiquei muito apreensiva com a mudança, porque sempre fui loira. Foi uma grande transformação, mas gostei muito do resultado. O Anderson me passou bastante confiança, me deixando segura para mudar com o apoio de produtos maravilhosos, e além de colorir meu cabelo, conseguimos também tratar durante o processo", afirmou Galisteu.

A trama conta a história de uma família do século 19, que foi acidentalmente congelada em 1886 e acorda nos dias de hoje. Dirigida por Leonardo Nogueira, essa será a primeira novela assinada por Mário Teixeira e substituirá "Deus Salve o Rei". 

A apresentadora, que voltou para a TV em 2017 com sua participação no quadro Dança dos Famosos, no Domingão do Faustão, já estava entre os nomes cotados para o elenco. A sua última participação em telenovela, no entanto, data de 1996, em "Xica da Silva" (Manchete).

Atualmente, ela apresenta um programa de entretenimento na rádio Globo, que vai ao ar todas às quartas. Popular na internet, Adriane tem cerca de 2,4 milhões de seguidores. Para ela, a interação nas redes sociais faz toda a diferença, pois é o real termômetro da simpatia ou apatia do público

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem