Celebridades

Fora da TV, Adriane Galisteu diz que redes sociais são termômetro da simpatia ou apatia

A apresentadora comanda todas as quartas programa na rádio Globo

Adriane Galisteu e o marido, Alexandre Iódice
Adriane Galisteu e o marido, Alexandre Iódice - Ze Carlos Barretta-10.mai.2017/Folhapress

Janaína Ribeiro
São Paulo

Afastada da televisão desde o término de seu contrato com a Band News, Adriane Galisteu, 44, afirmou que a interação nas redes sociais faz toda a diferença, pois é o real termômetro da simpatia ou apatia do público. Ela apresentava no canal o programa Face a Face, que antes era comandado pelo atual prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB).

A apresentadora diz ser difícil a convivência com pessoas teimosas, a exemplo da ex- BBB Patrícia, que saiu da casa com rejeição de 94% e mesmo com o alto índice, assumiu ser da forma como o público a vê e diz não se importar. "Ela teve uma rejeição absurda e mesmo assim, não se enxerga, continua arrumando treta como fez o tempo todo que esteve confinada."

Sobre apresentar um programa de entretenimento na rádio Globo, Galisteu afirma que está voltando as raízes e fica difícil opinar qual área gosta mais. Todas as quartas, ela aborda assuntos relacionados ao comportamento, à moda e dá conselhos ao público, de maioria feminina, no programa Papo de Almoço.

Casada com o empresário Alexandre Iódice, 47, e mãe de Vittorio, 7, a ex-modelo diz que o marido não opina nem ajuda na hora de escolher os "looks". "Casa de ferreiro, espeto de pau", diz Galisteu. Ela diz ainda ser fácil lidar com a personalidade pisciana de Iódice.

Na semana da mulher, Galisteu foi ao autódromo de Interlagos para gravar um vídeo para o seu canal #Sem Filtro, no YouTube,  que conta com mais de 252 mil inscritos. Ela diz ter se desacostumado com o barulho dos motores, e que estava em um lugar muito especial, que significava muito para história dela e que, apesar de ter retornado poucas vezes no local, frequentou o autódromo por muito tempo.

Para quem não se recorda, a apresentadora namorou o tricampeão mundial Ayrton Senna (1960-1994), pouco antes da morte do atleta. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias