Bichos

Médica picada por cobra venenosa em MT é transferida de avião para São Paulo

Dieynne Saugo foi atacada por animal durante banho de cachoeira no domingo (30)

Dieynne Saugo - Instagram/dradieynne
São Paulo

A médica Dieynne Saugo, que foi picada por uma cobra durante um banho de cachoeira no domingo (30), foi transferida de avião do Complexo Hospitalar de Cuiabá para o Hospital Albert Einsten, em São Paulo, na noite desta quinta-feira (3).

Segundo informações divulgadas pela família da médica por meio das redes sociais, Saugo seria submetida a uma cirurgia no braço na madrugada desta sexta (4).

A médica foi picada por uma espécie de jararaca durante um passeio na Cachoeira Serra Azul, em Nobres, município de Mato Grosso. Saugo foi picada duas vezes pela cobra.

A família da médica criou uma campanha no site Vaquinha com o objetivo de arrecadar R$ 300 mil para o tratamento dela. Segundo Nathalia Saugo Paiva, irmã da médica, o valor é referente ao custo da transferência para São Paulo e do período de internação no Einstein (R$ 200 mil). Ela disse que a família fez um empréstimo para conseguir realizar a transferência da médica. Até às 11h35 desta sexta (3), o valor arrecadado é de R$ 38.875.

Paiva também afirmou que os leitos de Cuiabá estão lotados por causa dos casos de Covid-19 e, por isso, a família optou pelo atendimento em São Paulo. Ela disse ainda que, embora a irmã tenha seguro de saúde, ele não cobre os custos do Einstein nem o transporte de avião.

O vídeo do momento em que a médica foi atacada pelo animal está circulando nas redes sociais. Na filmagem, é possível ouvir os gritos de dor da médica no momento exato em que sofre o acidente. Ela estava tomando banho de cachoeira quando a cobra despencou.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem