Bichos

Dois pinguins são encontrados escondidos em restaurante japonês na Nova Zelândia

Polícia devolveu os animais ao mar

Pinguins invadem restaurante japonês e são pegos pela polícia na Nova Zelândia
Pinguins são pegos pela polícia em restaurante na Nova Zelândia - Youtube/Inside
São Paulo

Dois pinguins azuis foram encontrados escondidos em um restaurante japonês perto de uma movimentada estação de trem de Wellington, capital da Nova Zelândia, na segunda-feira (15). Chamada, a polícia conseguiu capturar os animais e devolvê-los ao mar. 

Na noite de sábado (13), a polícia já tinha resgatado um pinguim que circulava pela cidade. Em entrevista à BBC News, Jack Mace, gerente de operações do Departamento de Conservação, disse que os animais podem ter sido atraídos tanto pelo cheiro de peixe quanto pela proteção que o local proporcionava a eles contra predadores. 

Ele também afirmou que nesta época do ano, inverno no hemisfério sul, os pinguins costumam se reproduzir. É quando eles se juntam e procuram locais para botar os ovos, o que pode ter levado os dois animais a se aninharem no restaurante.   

Mace disse que os pinguins podem ter acessado o local por meio de canos de água doce. Apesar disso, o dono do estabelecimento afirmou que já viu pinguins caminhando por uma estrada perto do porto.

Por fim, ele avisou que, apesar de parecerem fofos, os pinguins azuis têm uma picada "desagradável". Esta é a menor espécie de pinguim do mundo. Sua altura chega a pouco mais de 40 centímetros.
No porto de Wellington, na Nova Zelândia, estima-se que vivam pelos menos 60 pares do animal. 

Voluntário do Departamento de Conservação, Mike Rumble, disse que é muito provável que eles voltem ao restaurante. "É uma característica natural dos pinguins: Eles sempre retornam para onde eles possivelmente estavam se aninhando".

"É por isso que não ficaria surpreso se o dono do restaurante ligasse novamente para dizer: 'Eles estão de volta'", complementou Rumble à Radio New Zealand.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias