Tony Goes

Depois de anos xingada por ser gorda, Lena Dunham agora é xingada por ser magra

Ao longo das seis temporadas de "Girls" (HBO), Lena Dunham não perdeu uma única oportunidade de ficar pelada em frente às câmeras. De tórridas cenas de sexo a um prosaico xixi na beira da estrada, a atriz e roteirista sempre fez questão de mostrar seu corpo como ele realmente é: gordo, flácido, coberto de tatuagens.

Ou melhor, como era. Agora Lena está bem mais magra. Ainda é uma mulher cheinha e jamais fará o gênero esquelético. Mas seu manequim caiu alguns números, e ela não pode mais ser chamada de aquela gorda.

Anos atrás, o emagrecimento de Lena Dunham seria cantado em verso e prosa. Ela estaria em todas as capas de revista, dando dicas sobre sua dieta milagrosa. Talvez até lançasse uma linha de produtos com seu nome.

Mas estamos em 2017, e a problematização está na ordem do dia. Depois de ser muito xingada na internet por ser gorda —saco de leite, vaca velha e por aí vai— agora a atriz está sendo xingada por ter emagrecido.

Sim, você leu direito. Acontece que, por jamais ter demonstrado a menor vergonha por seu físico avantajado, Lena Dunham também conquistou a simpatia dos que combatem a gordofobia.

São esses mesmos militantes que agora a atacam, chamando-a de hipócrita e acusando-a de ter se rendido ao padrão estético imposto pela sociedade.

A coisa chegou a um ponto que a atriz precisou ir ao talk show vespertino de Elle DeGeneres nesta quarta-feira (22) para explicar que emagreceu meio sem querer.

Ela contou que faz ioga há algum tempo, como uma maneira de controlar a própria ansiedade e também para diminuir as dores causadas pela endometriose, uma doença uterina crônica que afeta milhões de mulheres no mundo inteiro.

Adotando uma rotina de exercícios e uma dieta mais saudável, o inevitável aconteceu: Lena Dunham perdeu peso. E ganhou novos detratores.

"Como mulher em Hollywood, você simplesmente não vence nunca", queixou-se ela a Ellen. Há um pouco de mimimi nesse lamento: com apenas 30 anos, Lena criou e estrelou uma série de grande sucesso, e já deve ter mais dinheiro do que eu e você ganharemos em toda a vida.

Mas ela também tem razão: o corpo de uma mulher só pertence a ela mesma e não deve ser transformado em símbolo de luta por uma causa, por mais justa que esta seja.

Lena Dunham ainda foi ao Instagram dizer que continua não tendo vergonha de seu corpo e que não deve nada a ninguém. Isto devia ser óbvio, mas... Estamos em 2017.



Tony Goes

Tony Goes tem 56 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.blogspot.com

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem