Tony Goes

Marcelo Serrado mudou de ideia: Agora a filha dele pode vê-lo beijar outro homem

"Isso é algo que tem que ir quebrando aos poucos. Não quero que minha filha [Catarina, 7] esteja em casa vendo beijo gay às nove da noite [na TV]. Que passe às 23h30."

Marcelo Serrado deu essa declaração à coluna "Mônica Bergamo", da Folha que publicou um perfil do ator no dia 8 de janeiro de 2012.

Naquela época, Serrado interpretava o espalhafatoso Crô, um homossexual caricato, na novela "Fina Estampa", de Aguinaldo Silva.

A antecessora da trama na faixa das 21h, "Insensato Coração", gerou polêmica ao longo de 2011. O folhetim assinado por Gilberto Braga tinha vários personagens gays, alguns envolvidos romanticamente entre si. Muito se falou que dois deles protagonizariam o primeiro beijo entre homens na TV aberta brasileira, o que acabou não acontecendo.

Quando "Fina Estampa" estreou, Aguinaldo Silva —homossexual assumido— foi logo avisando que "beijo gay, só lá em casa". As mesmas palavras que o autor usou quando foi questionado, alguns anos antes, se finalmente dois homens se atracariam em uma de suas novelas.

O jornalista Ricardo Feltrin informou que Silva seguia uma orientação da Globo, que teria pedido a seus autores para "baixar a bola" dos personagens gays. Serrado, pelo jeito, quis fazer média e seguiu pelo mesmo caminho. Ainda posou de pai cuidadoso na entrevista a Mônica Bergamo, ao mesmo em que declarava apoio à união estável entre pessoas do mesmo sexo.

Não foi o bastante para evitar polêmica. Nos dias seguintes, o assunto voltou à tona várias vezes no jornal. O diplomata Alexandre Vidal Porto publicou um texto ("Marcelo Serrado, o equivocado") no espaço "Tendências/Debates" onde desancava o ator.

Marta Suplicy, que então escrevia aos sábados na página dois da Folha, fez parecido em "Aquele Beijo". E choveram cartas dos leitores, a favor ou contra as palavras de Serrado.

Dois anos depois, em janeiro de 2014, uma novela da Globo finalmente exibiu um beijo gay: foi entre os personagens Félix (Mateus Solano) e Niko (Thiago Fragoso), no último capítulo de "Amor à Vida", de Walcyr Carrasco. Desde então, cenas explícitas de amor entre pessoas do mesmo sexo se tornaram frequentes nas produções da emissora.

Nesta quinta-feira (1o), Marcelo Serrado tascou um beijo em Marcos Veras durante uma premiação no Rio. Os atores repetiram o gesto de Bruno Gagliasso e João Vicente de Castro, que se beijaram na edição do ano passado do mesmo evento. Foram aplaudidíssimos.

Mas, nas redes sociais, Serrado vem sendo execrado pela reviravolta em relação ao que disse em 2012. Está sendo xingado de hipócrita, oportunista e daí para baixo.

Alguém pode lembrar que o beijo aconteceu em local fechado, em uma festa que não foi televisionada. Mas a foto está sendo fartamente divulgada pela internet, ao alcance de qualquer criança que saiba manejar um mouse.

Também pode-se argumentar que Catarina, a filha de Serrado, hoje tem 11 anos. Talvez esteja mais preparada para ver o papai beijando outro marmanjo.

Hmm, mas e as outras crianças? Ou os tempos já mudaram o suficiente?


Tony Goes

Tony Goes tem 56 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.blogspot.com

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem