Tony Goes

Entenda por que hoje é #BereniceDay, uma data que perdeu a graça

Uma tarde de domingo, linda, maravilhosa. Um sol belo, azul...

Assim foi o dia 19 de dezembro de 1999, eternizado por Leila Lopes numa entrevista dada em 2007 a uma emissora evangélica. Naquela época, a atriz tentava voltar à evidência, depois de uma década no ostracismo.

Com olhos que quase não piscavam, Leila descreveu ao repórter Walter Alvarenga, de maneira confusa e impressionista, um acidente de carro que sofreu na companhia de sua então empresária, Berenice Lamonica.

O caso recebeu pouca atenção da mídia quando de fato aconteceu. Mas o vídeo da entrevista dada oito anos depois, batizado de "No Limite da Morte", imediatamente viralizou. E a frase "Berenice, segura, nós vamos bater" entrou de vez para o vocabulário dos internautas.

Tanto que, já há alguns anos, o dia 19 de dezembro é celebrado na rede como #BereniceDay. Uma data supostamente aziaga, quando é preciso tomar muito cuidado porque tudo pode dar errado.

Essa comemoração é engraçada, não fosse por um detalhe: Leila Lopes cometeu suicídio em 3 de dezembro de 2009.

Leila queria retomar a carreira de atriz, estagnada desde meados dos anos 1990. Depois de papéis de destaque em novelas da Globo como "Renascer" e "O Rei do Gado", viu seus convites para a televisão escassearem.

Em 2008, um ano depois da fatídica entrevista, a atriz estrelou o filme pornográfico "Pecados e Tentações", lançado pela produtora Brasileirinhas. Em entrevistas na época, frisou que se tratava de uma superprodução inspirada em Nélson Rodrigues, que muito lhe havia exigido de seus talentos dramáticos.

A repercussão foi imensa, mas não surtiu o efeito desejado. Leila, agora marcada como atriz pornô e alvo de todo tipo de chacota, não foi mais chamada para nenhuma novela. Deprimida, sem perspectivas, tomou veneno de rato e deixou uma longa carta de despedida.

Por uma ironia cruel, continuou viralizando após a morte. Em 2011, a desinformada apresentadora Claudete Troiano perguntou no programa "Manhã Gazeta" (Gazeta): "Um beijo, Leila Lopes! Por onde será que anda a Leila Lopes?". Mais um meme instantâneo, que até hoje circula pela web.

Hoje, sabendo do desfecho trágico de sua trajetória, dá para desconfiar que Leila Lopes já não estava bem em 2007. Todas suas declarações desde então deixam vislumbrar uma pessoa conturbada, que talvez já estivesse com a cabeça rodando, rodando, rodando...

Por isto, há um lado bem malvado em celebrarmos o #BereniceDay com tanta empolgação. Não deixa de ser um desrespeito a alguém que estava precisando de ajuda, e ninguém percebeu.

Mas também há um lado divertido, que tira sarro das subcelebridades e da busca pela fama a qualquer preço. Querer que a internet se comporte feito um seminarista é tão irrealista quanto um ministro dizer que pretende erradicar o consumo de maconha em toda a América do Sul.

Nada mais me lembro.










Tony Goes

tem 54 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.blogspot.com

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem