Cinema

'Com dois filhos para criar, não posso ficar parada', diz Fernanda Gentil, que estreia como dubladora 

"Queria agradecer a paciência de todos que me acompanharam hoje no 'Esporte Espetacular' de manhã, agora à tarde no 'Faustão' e gostaria de avisar que neste momento to cavando uma vaguinha no 'Fantástico'". Assim foi o último domingo (9) de Fernanda Gentil, 30.

Na publicação, feita na rede social Instagram, ela ainda emendou: "Mas tá difícil; vou mandar um whats pra Poliana [Abritta, apresentadora do 'Fantástico', da Globo], qualquer coisa aviso aqui".


É fato, ela está em todas. Comanda o "Esporte Espetacular", apresenta o Convocadas, da rádio Globo, cuida da Caslu, uma organização beneficente que capta recursos para ajudar outras instituições que atendem crianças.

Mãe de dois pequenos –Lucas, 9, e Gabriel, 1– ela também é professora. Num curso no Rio de Janeiro (RJ), dá aulas de apresentação. Ufa, pára, respira. Nananinanão, nada disso.

"Com dois filhos para criar, não posso ficar parada", diz Fernanda à Folha, que agora estreia como dubladora no filme "Carros 3". A animação da Disney, a terceira da franquia, gira em torno da história do lendário corredor Relâmpago McQueen, que, surpreendido pela nova geração, é repentinamente afastado do esporte que ama.

"Gosto de desafio, de sair da inércia. Comecei a pensar no que mais eu podia fazer e no que eu tinha vontade de aprender e aí apareceu a dublagem". Na animação que estreia nesta quinta (13), ela dá voz a Natália Certeza, uma jornalista do ramo do automobilismo. "É uma personagem quase que arrogante de tanto que sabe".

O convite veio na mesma semana em que começou a procurar um curso de dublagem. Tão rápida quanto a oferta foi a preparação, que aconteceu durante as fases de teste. "Eu ia gravando, regravando, gravando, regravando. Na hora de gravar pra valer, em meio dia –"começamos na hora do almoço a acabou de tardinha"– já estava tudo pronto. 

Difícil mesmo foi conseguir passar emoção para o personagem só com a voz."Na televisão, a gente tem a expressão corporal, a expressão facial. Na dublagem, só podemos usar as cordas vocais, então precisa trabalhar bem o tom de voz. E tempo da fala e o respiro da personagem precisam ser iguais aos meus."

FAMÍLIA

Nesse ritmo de trabalho, a família tende a crescer já que a condição para aumentar a prole é ter espaço físico, preparo psicológico e financeiro, diz. "Pretendo, sim, ter mais filhos".

Em junho, Fernanda, que namora a jornalsta Priscila Montandon, 34, participou do "Caldeirão na Idade da Tela", atração on-line da Globo apresentada por Luciano Huck, 45.

No programa, ela falou sobre como lida com as críticas em redes sociais --no começo do ano, Fernanda Gentil foi chamada de "sapatão" por um internauta no Twitter.

"Temos que ter um filtro natural. Se você deixar tudo te abalar, não dá um passo a frente, não sai de casa", disse ao colega de emissora.

"Sempre que eu penso que é bom demais pra ser real, eu lembro: é uma mulher. E eu sei; esse é um grande porém. Mas se a gente se organizar, dá pra saber direitinho qual maquiagem é de quem".


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem