Você viu?

Casal de youtubers devolve filho chinês adotado após descobrirem autismo do menino

Norte-americanos tomaram decisão após ficarem três anos com ele

Myka Stauffer com os marido e com os quatros filhos biológicos e Huxley que foi adotoado - Instagram /mykastauffer
São Paulo

Um casal de youtubers norte-americano causou polêmica com a decisão de devolver um filho adotado após três anos com ele em sua família. A decisão foi tomada após ambos descobriram que o grau de autismo do garoto chinês, hoje com cinco anos, era maior do que suspeitavam.

Em vídeo no qual Myka Stauffer e o marido, James, explicam o motivo de desfazer a família, eles contam mais sobre como foi tomada essa decisão. O bebê chinês Huxley foi adotado em 2017, quando ele tinha quase dois anos.

“A adoção internacional, às vezes tem o desconhecido, coisas que não estão transparentes na ficha. Quando o Huxley chegou em casa havia muito mais necessidades especiais que não sabíamos. Nos últimos anos ele esteve em uma série de terapias e nós tentamos ajudá-lo como pudemos. Nós nunca quisemos ficar nessa posição, nós tentamos ajudá-lo o máximo possível, nós o amamos de verdade”, disse James.

O casal fez quase 30 vídeos em família e jogou nas redes com o mais novo membro nesses três anos em que ficaram juntos. Com isso, muita gente os tem acusado de ganhar visibilidade e likes com a criança e de tê-la usado como um objeto.

Pelo que diz no vídeo, uma nova família já está ao lado do pequeno chinês. A nova mãe tem treinamento médico profissional.

“Após uma série de avaliações, vários profissionais de saúde disseram que ele precisa de mais. Tem sido muito difícil. Eu quero dizer para vocês o que está acontecendo. Eu me sinto um fracasso como mãe? Sim, 500%. Esta jornada foi a coisa mais difícil que eu já passei. Após colocar nosso coração nesse menino”, afirmou a youtuber Myka.

O casal tem outros quatro filhos biológicos.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem