Você viu?

Diretora escreve carta de despedida aos alunos, morre e é enterrada em caixão cheio de desenhos

Caso aconteceu em cidadezinha no sudoeste da Inglaterra

A professora inglesa Sue East, de 58 anos foi enterrada em um caixão coberto por diversos desenhos - Reprodução/SWNS
 
Leonardo Volpato
São Paulo

Uma diretora e professora primária muito querida pelos alunos e que lutava contra um câncer morreu no último dia 19 de dezembro, em uma cidadezinha no sudoeste da Inglaterra. Horas antes de sua morte, escreveu uma carta de despedida que emocionou alunos, pais e funcionários de um colégio. No enterro, seu caixão levava desenhos de borboletas, corações e fadas feitos pelos estudantes.

O caso ocorreu na cidade de Bath, no Condado de Somerset . Sue East, 58, sabia que não iria conseguir sobreviver e na carta revelou aos jovens que iria “morrer em breve” e os agradecia pela amizade. Ela também citou na mensagem uma passagem do romance de 1952 de CS Lewis, ‘A Viagem do Peregrino da Alvorada’.

No dia do enterro, quase 700 pessoas, entre alunos, pais e funcionários, foram dar o último adeus à mulher. O caixão ficou coberto por desenhos e homenagens. Alunos de outras temporadas também compareceram e, em coro, cantaram músicas para ela. 

Os três filhos da diretora foram os responsáveis por ler as cartas e as mensagens de apoio a ela no funeral. “Mamãe viveu livre. Sinto-me humilde por ter recebido um amor tão incondicional. Mamãe não apenas nos amava, ela amava todas as ‘criaturas’ com quem trabalhava”, disse o mais velho em discurso, sobre a forma carinhosa com a qual a matriarca se referia aos jovens.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias