Viva Bem

Tony Robbins, coach de Bill Clinton e Lady Di, pede que brasileiros não cedam ao medo

Profissional adianta temas que abordará em passagem pelo Brasil

coach Tony Robbins - Divulgação
Beatriz Vilanova
São Paulo

Os "coaches", profissionais que trabalham pelo desenvolvimento pessoal e profissional de seus clientes, se popularizaram nos últimos meses. Com conversas e técnicas que visam alcançar objetivos predeterminados, eles atraem pessoas que buscam por orientação na hora de reformular suas vidas.

Essa profissão, porém, não é tão nova quanto parece: personalidades como a princesa Diana (1961-1997) já usufruíam há anos dos benefícios de ter um “gestor de vida”, como eles são chamados. O profissional que trabalhou com Lady Di é Anthony Robbins, que esteve em São Paulo em 2018 para palestrar para mais de 13 mil pessoas, e retorna ao Brasil nesta sexta-feira (23) para mais uma série de treinamentos. Dessa vez, ele estará no Rio de Janeiro.

O astro do documentário da Netflix "Eu Não Sou o Seu Guru" ainda tem em seu currículo nomes como Oprah Winfrey, Usher, Pit Bull, Arnold Schwazenegger, Leonardo Di Caprio e o ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton.

A jogadora de tênis Serena Williams já disse que o trabalho do profissional levou sua performance "a outro nível", e o ator Hugh Jackman chegou a declarar que Robbins mudou a sua vida em apenas uma hora. Mas qual o segredo por trás de seu treinamento?

Em entrevista ao F5, Robbins afirma que não existe uma fórmula mágica para o verdadeiro sucesso na vida. "Não são as suas condições, mas as suas decisões que determinam o seu destino. Não há fórmula pronta de sucesso; cada um traça seu caminho com sua cultura, bagagem e seus desejos. O que é sucesso para mim, pode não ser para você."

Com os olhos voltados para os brasileiros, o coach diz enxergar a economia nacional como a de países que experimentaram uma forte aceleração do crescimento no último século, e agora sofrem suas consequências –mas, espera que os brasileiros não deixem que o medo se apodere do povo por conta disso.

Ele diz que estamos em um "momento crucial na história política, econômica e social" e que a "mudança em todo o mundo é inevitável e vai acontecer rapidamente". "Temos um cérebro que está constantemente em modo de sobrevivência ‘lutar ou fugir’, especialmente em tempos de incerteza. ‘E se uma recessão acontecer? O que acontecerá comigo, minha família e meu negócio?’. Em vez de temer o que está por vir, mude seu foco para o que você pode controlar. Em vez de se concentrar no que você não tem, ou o que poderia ser tirado de você, concentre-se na abundância que você tem."

Robbins faz um paralelo com a crise financeira de 2008 nos Estados Unidos, a qual descreve como um “momento terrível” para os norte-americanos, que sentiam um “medo maciço”. “Esses ciclos têm existido desde que temos mercados capitalistas e comunistas –e ser capaz de prever ciclos é o que, em última análise, nos dá uma vantagem”, diz ele. “O inverno pode estar chegando, mas não importa onde você esteja no mundo, ele é sempre seguido pela primavera, um período de crescimento”.

Robbins, que costuma ter públicos de dezenas de milhares de pessoas e no ano passado palestrou em 18 países e 108 cidades, diz que as expectativas para a volta ao Brasil são altas: “Posso dizer sem hesitação que a energia do povo brasileiro é incomparável, diferente de tudo que eu já experimentei. O público brasileiro já se tornou um dos meus preferidos no mundo.”

Participam ainda do evento no Rio o principal treinador da Mastery University, Joseph Mclanden, e a presidente da Indústria do Conhecimento, Elany Leão, quem propôs a vinda de Robbins ao Brasil na primeira vez.

A proposta é que os três façam um "intensivão" do "UPW - Desperte seu Poder Interior", que é um dos principais treinamentos do coach. Para Leão, eventos como esse servem para transformar vidas através do conhecimento. Ela ensina técnicas para alcançar resultados, focando na não desistência e confiança em si mesmo:

"É essencial escrever suas metas, ter certeza de onde quer chegar e seguir com determinação, foco, fé, disciplina e amor. Com certeza você encontrará pedras no caminho, mas com essas características, você será capaz de transformá-las em degraus para alcançar o sucesso", diz Leão.

Saber o que quer, diz ela, é fundamental para traçar as metas. "Com planejamento todos nós somos capazes de transformar ideias em ações bem-sucedidas. É necessário saber onde você está e onde você quer chegar."

Leão usa essa técnica em sua própria vida desde nova. Ela e sua irmã, Emiliana, que ajudou a planejar a visita de Robbins desde que o conheceu em 2014, contam que foram quatro anos de persistência, sem saber falar inglês, até trazer o coach para o Brasil. "Eventos como esse podem ser capazes de transformar a mentalidade do povo brasileiro e, com certeza, acreditarmos em nós e no nosso Brasil."

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem