BBB20

BBB 20: Gizelly, a 'Gigi Furacão', diz que foi a cartomante para desencalhar: 'Será no BBB'

Advogada de 28 anos diz que já teve relacionamento abusivo e que vai jogar

Gizelly, 28, é advogada criminalista e é do Espírito Santo
Gizelly, 28, é advogada criminalista e é do Espírito Santo - Divulgação/TV Globo
São Paulo

Nascida na pequena cidade de Iúna, no Espírito Santo, a advogada criminalista Gizelly, 28, define a sua vida amorosa como “um desastre”. Tanto que ela, antes de entrar no BBB, foi a uma cartomante para saber quando iria “desencalhar”. “Ela disse que seria logo. Vai que seja no BBB”, brinca. Ela revela já ter sofrido com um relacionamento abusivo.

Gizelly tem 20 mil seguidores nas redes sociais e se dedica para ficar atualizada com o objetivo de ser reconhecida como a melhor profissional de sua área. Para isso, diz que estuda três vezes mais do que o necessário.

 
Tem como apelido “Gigi Furacão” e se considera pavio curto. Odeia pessoas arrogantes. Adora um holofote e não tem papas na língua. 

Gizelly diz que entra no reality para jogar, beijar na boca e dançar até o chão. “Tem pessoas que vão me amar e as que vão me odiar”, conta.

“Ser autentica às vezes choca”, afirma a advogada, que conta sofrer preconceito por ser advogada, mulher e bonita. Ela tem dificuldade em ser contratada. “Sofro preconceito por ser dessa área e não ter barba ou cabelo no peito”, comenta.

 

​SOBRE O PROGRAMA

A 20ª edição do Big Brother Brasil que estreia nesta terça-feira (21) está cheia de novidades. Uma delas é a casa que abrigará os participantes durante os três meses, que já está toda remodelada

O BBB 20 chega prometendo ainda mais conectividade com o público, com conteúdo multimídia como a #RedeBBB, o Boletim BBB e o Bate-Papo BBB, no ar sempre após o programa.

A apresentação continua de Tiago Leifert, que dessa vez vai supervisionar um grupo de participantes formado por anônimos e celebridades.

Como todos os anos, a casa que receberá os competidores passou por reformas. A sala, onde eles vão se reunir para conversar com o apresentador, terá a selva como tema, por exemplo.

Em suas duas décadas, a versão brasileira do Big Brother alçou muita gente à fama, como Grazi​ Massafera e Sabrina Sato, colecionou polêmicas, encheu páginas de revistas com brothers e sisters que foram convidados para posar nus e até formou casais.

Na 20ª edição, brothers e sisters terão acesso a celulares. Porém, eles não vão conseguir fazer ligações nem saber o que andam falando deles do lado de fora. De acordo com Tiago Leifert, haverá uma rede social, parecida com o Instagram, interna na casa, e eles alimentarão essa rede com imagens, vídeos e a vivência deles.

O líder da semana poderá definir quem ficará na Xepa e quem estará no grupo VIP dos alimentos. Isso significa que ele escolherá quem come mais ou menos. Promessa de barracos. ​

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem