BBB19

BBB 19: Vinicius diz que foi só uma semana, mas pareceram 20 dias

Primeiro eliminado tem perfil hiperativo e sem freio

Vinicius, primeiro eliminado da casa do BBB 19
Vinicius, primeiro eliminado da casa do BBB 19 - TV Globo/Divulgação
São Paulo

No primeiro dia fora da casa do BBB 19, Vinicius ainda tenta entender sua eliminação do programa. “Ainda não entendi. Será que foi por causa da mentirinha que contei pra Hana? Nem pensei na hora. Mas eu também não tinha que contar o meu voto”, diz.

Mesmo sendo o primeiro eliminado, Vinicius comemora a participação. ​"Foi uma semana, mas lá dentro dá a sensação de terem se passado 15, 20 dias. Não dá para explicar."

No superparedão desta terça-feira (22), em uma berlinda inédita, 14 participantes disputavam a permanência no jogo. O público votou em quem queria que continuasse na casa. Em uma disputa acirrada, Vinicius foi o menos votado com 3,73% da preferência do público. “Foi um tempo maravilhoso, apesar de ter sido só uma semana”, disse.

Na manhã desta quarta, Vinicius fez um balanço da sua participação no programa. "Acho que quase todas as minhas qualidades também são os meus defeitos: sou agitado, hiperativo, mas tudo isso demais irrita também."

Veja a seguir a avaliação do 'brother' sobre sua participação no programa. *

Como foi o seu período no BBB?
Vinicius -  Foi uma semana, mas lá dentro dá a sensação de terem se passado 15, 20 dias. Não dá para explicar. Apesar de ter sido pouco tempo e ter muita gente, eu sempre me perguntava: “e aí Vinicius, está indo bem? Não está indo bem? O que minha mãe está achando? E minha filha?”. Algumas horas tínhamos consciência do que estava acontecendo, mas em outras horas nenhuma. Tanto que falo muita coisa, não freio. Apesar de pouco tempo, foi maravilhoso. 

Por que você acha que deixou o jogo tão rápido? 
Pelo pouco que vi, acho que saí pelo que falei com a Hana. Quando ela me perguntou se votei nela, eu respondi na hora, sem pensar, que não. Mas o meu pensamento era falar: “minha filha, eu não tenho que te contar nada”, só que eu falei “não” e ainda jurei por Deus. Saiu, falei sem pensar. Eu até ia falar com ela depois, mas ela saiu com as meninas no dia e depois não consegui mais, não deu tempo. Nos comentários que acompanhei até agora, a maioria das pessoas estão me elogiando, dizendo que sou animado, que vão sentir minha falta, mas tem outros me chamando de mentiroso mesmo.

Você jogou? 
Claro que em alguns momentos você imagina que a câmera está perto e tenta ir para perto dela. Mas quanto a planejar o que falar, por exemplo, não. Nem sei fazer isso, só sei fazer graça. Até trouxe um livro para a casa que me centra bem. Eu tentava ter paciência através dele. Mas essa coisa de planejar, não sei fazer. A Paula sabe fazer isso muito bem, né? Ela me contou que ganhou a prova do carro inteira na cabeça!

Ela disse que você a ajudou na prova de resistência que valia a imunidade, o que acha disso?
Lá na prova é assim: você fica em euforia, pensa no seu pai e na sua mãe e em tudo. Aí, do nada, você cai. Por qualquer motivo: calor, vendo os outros muito animados, vontade de ir ao banheiro. Como eu estava falando muita bobagem, ela disse que morria de rir e se animava. E quando ela ficou sozinha, ficou pensando e lembrando de todas as bobagens. Ela ganhou 19 horas de prova com a cabeça.  Eu não sou centrado assim. Tinha hora que eu pensava em sair da prova porque já estava de saco cheio, mas eu não podia sair porque era covardia. Eu estava a fim de dar o carro para o meu pai e aí eu saio? Saí porque errei a cor, mas até agradeci, porque não estava aguentando mais.

Nesse período em que esteve no programa acha que deu para fazer amizades? Com quem? Essas amizades se manterão fora da casa?
Amigos acho que não. Dá para encontrar pessoas que você se identifica mais, se vai virar amigo ou não só aqui fora vamos saber. A Carol é demais, a energia bateu! O Danrley e a Paula também. Se fosse escolher três pessoas para encontrar, seriam esses três. O Gustavo é muito divertido, mas tem algumas coisas que eu não gosto. O Diego e a Bella também são legais.

Chegou a ter algum conflito com alguém?
Não, eu geralmente não entro em conflito. Só se for alguma coisa muito grave. Essa primeira semana parecia férias no sítio de alguém. Nesses dois últimos dias eu estava mais quieto porque estava cansado.

Como era sua rotina na casa?
Eu acordava, tomava café, malhava com a galera da malhação, saia e ia direto para a piscina. Depois do almoço dava aquele bode de preguiça, a gente batia um papo. Eu era do time A, e tinha o time B. Esses times se formaram sem querer, mas se formaram rápido. O time deles ficava muito conversando no quarto, eu não era contra, já que eu conversava com todo mundo da casa, mas eu não tinha vontade de ir lá.

Você que gosta muito de festas, a festa do BBB era como você imaginava? Você se divertiu tanto quanto gostaria?
Me diverti na festa, mas freei também. Nas festas que frequento aqui fora, são todos amigos, então é diferente. Apesar de eu ter me soltado na casa, não é igual. Não me achei inconveniente na festa, só quis aproveitar e ser eu mesmo.

Algo te surpreendeu no BBB?
A gente é surpreendido o tempo todo porque imagina que vai ter festa e não tem, pensa em um tipo de prova e acontece de outra forma. Sem contar que tivemos um Paredão de 14 pessoas. Quando a gente entra, é só alegria, mas tem muitas surpresas também.

O que fez você querer entrar no programa?
Sempre gostei do programa. E eu achava que tinha chance de ganhar pelo meu jeito de ser.

E a casa? Te impressionou? O que você mais gostou?
A casa é muito maravilhosa! Achei parecida com o meu jeito. Eu tenho esse universo da arte, com muitas cores, muitas referências, então gostei muito. Dourado, vermelho, roxo, parede geométrica, cavalo preto. Não sei se para quem é mais “normal” incomoda, mas para mim foi maravilhoso estar naquele ambiente. Meu lugar favorito é sempre o chão. A cama e o edredom também são muito bons.

Qual o balanço que você faz da sua participação? Você mudaria alguma coisa?
Acho que acelerei demais. Mas teve um dia também que dormi o tempo inteiro. Nessas horas penso que podia ter feito mais alguma coisa, né? Eu poderia ter sido mais intenso. Acho que quase todas as minhas qualidades também são os meus defeitos: sou agitado, hiperativo, mas tudo isso demais irrita também. A prova do carro, por exemplo, eu falei a prova inteira. Eu estou rouco até agora de tanto gritar (risos). Eu tinha que ser intenso, mas não dá para ser muito também. Então para mim, foi perfeito o que vivi, nesse período que vivi. Acho que isso é bom, né? Não tinha como ser menos. É lógico que eu estou triste porque não ganhei o prêmio, mas não estou me lamentando porque saí.

Agora, fora do jogo, quais são os seus planos?
Pretendo continuar fazendo o que eu faço: pintar e ser designer gráfico. Também quero usar melhor minhas redes sociais para o lado profissional.

Quem você acha que está forte no jogo? Vai torcer por alguém?
Hana, Paula e Danrley. Acho os três fortes e que podem ganhar com base no que vi. Mas vi pouco, né? A Paula é muito forte, muito inteligente e pensa o tempo inteiro. O Danrley, os olhos dele brilham quando fala. Ele é bonito por dentro e por fora. Acho que quem ganha é a Paula, mas eu queria que fosse o Danrley. Mas torço pelos dois.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias