BBB18

'BBB 18': Relembre os principais vilões do reality

São Paulo

Em suas 17 edições, mais de 260 pessoas já participaram do "Big  Brother Brasil", principal  reality  show da Globo. Com um prêmio milionário sendo disputado, é impossível não surgirem alguns vilões no programa.

Enquanto a estreia do "BBB18", que acontece na próxima na segunda (22) não chega, relembre os principais "vilões" do reality.

 

ROGÉRIO PADOVAN ("BBB 5")

Rogério, mais conhecido como o Dr. Gê, foi o vilão da quinta edição do reality. O médico formou uma "panelinha" e traçou diversas estratégias para tentar vencer o programa. Seus alvos eram Jean Wyllys, Tatiane  Pink e Grazi  Massafera, os queridinhos do público.

Rogério foi eliminado com 92% dos votos, um dos maiores índices de rejeição da história do reality.

 

MARCOS HARTER ("BBB 17")

O cirurgião foi expulso do reality  pelas supostas agressões a Emilly Araújo, vencedora da 17ª edição, com quem ele tinha um relacionamento. Marcos foi acusado de agressões físicas e psicológicas e chegou a ser indiciado pela Polícia Civil.

Durante uma briga, o médico colocou Emilly contra a parede enquanto gritava e apontava o dedo no rosto dela. Em outras situações, Marcos beliscou e apertou os pulsos da então namorada.

 

ALBERTO CAUBÓI ("BBB 7")

Alberto se virou contra Diego Alemão e Íris Stefanelli, os queridinhos do público, e se tornou o vilão da sétima edição do reality. Ele disputou a liderança contra Alemão na "prova da gaiola", uma das mais controversas da história do reality.

Eles ficaram mais de 21 horas juntos dentro da gaiola, até que Diego passou mal e deu a Caubói a liderança. O jovem do interior acabou com o famoso triângulo ao colocar Alemão no paredão contra Iris, e em seguida contra Fani Pacheco. 

 

MARCELO ARANTES ("BBB 8")

O psiquiatra brigou com todos os participantes da casa, inclusive com a melhor amiga, ​Gyselle. Ele aproveitou para se assumir homossexual no reality, mas nem isso lhe ajudou a conseguir fãs fora da casa.

Marcelo ganhou o apelido de "psicopata" e foi eliminado com 71% dos votos ao enfrentar Rafinha, que se tornou o vencedor da oitava edição do programa.

 

ADRIANO DE CASTRO ("BBB 1")

O baiano Adriano foi o primeiro vilão do ​reality. Ele entrou na edição de estreia do programa para ganhar. Para isso, fez intrigas e estratégias que não deram certo. O artista plástico foi responsável por batizar a eliminação de "paredão", uma referência ao local onde ditaduras costumavam mandar seus inimigos que seriam fuzilados. Foi eliminado com 74% dos votos.

 

TESSÁLIA SERIGHELLI ("BBB 10")

Apesar da participação polêmica de Marcelo Dourado na edição, quem ocupou o lugar de vilão, ou de vilã, foi Tessália. Ela tentou usar sua sensualidade para ganhar a simpatia do público, mas foi eliminada com 78% dos votos.

A publicitária ganhou a antipatia dos espectadores após ficar com Michel, que já tinha namorada, e criticar as mulheres da casa. Além disso, Tessália gastou estalecas (moeda do reality) em um jantar japonês, enquanto os outros participantes usaram o dinheiro para compras necessárias.

 

FERNANDO MEDEIROS ("BBB 15")

Fernando se tornou o vilão da 15ª edição do reality após iniciar um romance com Amanda. Ele havia dispensado a empresária várias vezes, que chorava pelos cantos da casa, e escolheu se relacionar com Aline, chegando a falar em casamento.

Mas, com a eliminação de Aline, ele se aproximou de Amanda e os dois chegaram a ter relações sexuais no programa. Após o fim do programa, Fernando e Aline reataram o namoro.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem