Televisão
Descrição de chapéu ginástica artística

Rebeca Andrade canta ao vivo no SporTV e deixa apresentadores chocados

Ginasta surpreende ao entoar música gospel após repórter pedir Beyoncé

Rebeca Andrade com as medalhas de ouro e prata que conquistou em Tóquio - Lindsey Wasson/Reuters
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Rebeca Andrade, 22, já pode investir na música quando cansar de ganhar medalhas, como a de ouro e a de prata que conquistou nas Olimpíadas de Tóquio. A ginasta paulista soltou a voz durante participação ao vivo na programação do canal pago SporTV.

Foi a convite da repórter Karine Alves, que a estava entrevistando. A jornalista sugeriu que ela adotasse a música "Sorriso Negro" para as próximas apresentações. "Não sei, tenho que conversar com o meu coreógrafo", respondeu a medalhista.

Para completar o lobby, a jornalista entoou alguns versos da música, surpreendendo a todos. "Ela é cantora!", elogiou Rebeca. "Só para te parabenizar e te agradecer por toda a representatividade, de todas as meninas desse Brasil, que com certeza vão estar se inspirando na Rebeca", disse a jornalista.

"Agora você tem que cantar Beyoncé para nós!", pediu Alves. "Não, hoje eu vim para mostrar as medalhas, a minha ginástica...", tentou desconversar a atleta. "Uma palinha de qualquer coisa", insistiu a repórter. "A música que você pensou quando ganhou a medalha, que representa essa tua vitória."

Foi quando Rebeca começou a cantar "A Fé Faz o Herói", da cantora de música cristã Jamily. No domingo (1º), a atleta já havia pedido uma música da mesma artista, "Conquistando o Impossível", para embalar as cenas de sua vitória.

A surpresa foi que Rebeca cantou muito bem, deixando a repórter e os apresentadores que estavam no estúdio chocados. "Gente, ela canta muito!", disse Alves. "Depois dessa, vou continuar cantando no chuveiro que é melhor e trabalhando com jornalismo", brincou, arrancando risos de todos.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem