Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Televisão

Jon Stewart volta ao ar em setembro com análises profundas de temas atuais

Apresentador retorna seis anos após encerrar o programa The Daily Show

Jon Stewart durante o Emmy de 2015 - Mike Blake-20.set.2015/Reuters
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Jill Serjeant
Los Angeles
Reuters

Seis anos depois de encerrar seu programa satírico The Daily Show, Jon Stewart voltará ao ar no mês que vem com uma nova atração que analisará os temas atuais em profundidade.

A Apple anunciou nesta segunda-feira (30) que o programa The Problem With Jon Stewart (algo como "O Problema com John Stewart") estreará em sua plataforma de streaming Apple TV+ no dia 30 de setembro. O novo programa mostrará o apresentador dando um mergulho profundo em um único tema de importância nacional.

Em cada um dos oito episódios, Stewart, de 58 anos, debaterá com pessoas afetadas por um tópico em particular e conversará sobre "passos tangíveis que possam levar a um caminho de resolução", disse a Apple em um comunicado.

O programa será quinzenal e acompanhado por um podcast semanal com o mesmo tema, e incluirá "muitas piadas", segundo a empresa.

A sátira política e midiática irreverente de Stewart fez dele uma figura querida na TV, com uma influência que vai muito além das 2 a 3 milhões de pessoas que assistiam o "The Daily Show" no canal Comedy Central. A atração recebeu 20 Prêmios Emmy durante seus 16 anos como anfitrião.

Stewart saiu em 2015, e desde então só fez aparições públicas ocasionais, como para defender veteranos feridos e benefícios de saúde para socorristas que adoecerem depois dos ataques de 11 de setembro de 2001 em Nova York e Washington D.C.

No ano passado, ele roteirizou e dirigiu um filme de comédia política chamado "Irresistível", estrelado por Steve Carell, que teve críticas mistas.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem