Televisão
Descrição de chapéu câncer

Apresentadora do Jornal Nacional revela câncer de mama e se afasta de telejornal

Cristina Ranzolin foi efetivada no final de 2019 no rodízio de final de semana

A jornalista Cristina Ranzolin na bancada do Jornal Nacional
A jornalista Cristina Ranzolin na bancada do Jornal Nacional - Instagram-15.mar.2019/@cristinaranzolin
São Paulo

A jornalista Cristina Ranzolin, 54, anunciou nesta quinta-feira (12) que está com câncer de mama. Por causa do tratamento, ela vai se afastar por algum tempo do Jornal do Almoço, da RBS (afiliada da Globo no Rio Grande do Sul).

Ranzolin, que chamou a atenção no rodízio especial de apresentadores nas comemorações de 50 anos do Jornal Nacional, foi anunciada no final de 2019 como uma das substitutas de William Bonner, 56, e Renata Vasconcellos, 48, na bancada do telejornal aos finais de semana. No entanto, com a pandemia, apenas apresentadores do Rio estão cumprindo essa função.

A jornalista abriu o coração durante sua despedida do telejornal local. "Recebi uma notícia que ninguém quer receber", disse. "Fui fazer meus exames de rotina e fui diagnosticada com câncer de mama. Um tumor pequeno, de pouco mais de um centímetro, mas de um tipo agressivo, que precisa de tratamento sério."

"Estou aprendendo a lidar com essa situação, entendendo como o meu organismo vai se adaptar com o tratamento que comecei há três dias", contou. "Não tive reações adversas, mal-estar, mas estou me observando. Por isso, vou ficar mais uns dias em casa, estou assimilando tudo isso com minha família."

Depois, ela também se manifestou nas redes sociais e disse que tem enfrentando a doença de cabeça erguida. "Só me desestabilizei um pouco ao contar para minha mãe", afirmou. "Claro, os papéis se invertem: ali virei a filha e confesso que fraquejei. Mas passou."

Ranzolin garantiu ainda que está bem e que vai tentar conciliar o tratamento com a vida profissional. "Vão ser seis meses de tratamento que vou procurar fazer levando uma vida normal, já que sou saudável e os médicos acreditam que não devo ter muitos efeitos colaterais", disse. "Por enquanto, vou ficar alguns dias afastada, para me observar e digerir tudo isso."

"Mas quero que saibam que estou bem, fisicamente, de cabeça, com bons médicos, com o apoio da minha família, especialmente meu marido, com fé em Deus e espero contar com as boas energias de vocês também", pediu.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem