Televisão

Taís Araujo diz que se ela fosse a Natalie, de 'Aruanas', não perdoaria traição da sua personagem

Advogada Verônica, interpretada pela atriz, tem caso com marido da amiga

Aruanas -  Luiza ( Leandra Leal ), Verônica ( Taís Araújo ), Natalie ( Débora Falabella ) e Clara ( Thainá Duarte ).

Luiza (Leandra Leal), Verônica (Taís Araujo ), Natalie (Débora Falabella) e Clara ( Thainá Duarte ) em "Aruanas" Fabio Rocha/TVGlobo

São Paulo

Taís Araujo, 41, conta que teve muita dificuldade em aceitar a trama de Verônica, a sua personagem em "Aruanas", série que é exibida atualmente na Globo. Na história, apesar de fazer parte do grupo de ativistas ambientais que lutam pela preservação do meio ambiente, a advogada comete, na visão da atriz, um deslize grave: Verônica tem um caso com o marido de Natalie (Débora Falabella), uma de suas melhores amigas.

"Essa personagem me deixa nervosa até hoje", diz Araujo em entrevista a jornalistas, realizada na última quarta (17), por meio de videoconferência. Para a atriz, a cena mais difícil que ela fez na série é justamente quando a amiga descobre a traição e a confronta: "Você dormiu com o meu marido? O que você fez com ele? Você encostou o seu peito no dele? Encostou a sua pele na pele dele?"

A sequência vai ao ar no episódio desta terça-feira (23). "Eu falava [sobre a cena]: cara, não há justificativa para isso, então não tem como responder, porque tudo que ela responder vai ficar muito cínico. E não é uma questão de cinismo aqui. Ela [Verônica] realmente vacilou, ela errou, as pessoas erram e é absolutamente humano, humano e desnecessário o que ela fez. Essa cena para mim foi a mais difícil porque eu achava que realmente ela não tinha que falar nada, tinha que só ouvir e ficar quietinha", afirma.

Embora torça para que as personagens possam reestabelecer algum tipo de conexão, Taís Araujo diz que o erro de Verônica é "quase irreparável". "Se eu fosse a Natalie, eu não perdoava não, mas como eu não sou, eu fico torcendo pela personagem, embora ache difícil ver a Natalie perdoando."

O episódio desta terça é o penúltimo da primeira temporada. As gravações da segunda já tinham sido iniciadas, mas tiveram de ser interrompidas por causa da pandemia do novo coronavírus. Devido a sua atuação na novela "Amor de Mãe" neste ano, a participação de Araujo nesta nova leva de capítulos de "Aruanas" já estava prevista somente para os três últimos episódios.

Agora, a atriz diz ainda não saber como tudo vai ficar e se será possível fazer os dois trabalhos ao mesmo tempo, já que isso implicaria pegar avião com uma certa frequência, o que não é recomendado no momento pelo risco de propagação da Covid-19 –a série é gravada em São Paulo, e "Amor de Mãe", no Rio. "Mas fico torcendo para dar certo."

Apesar de todo o drama humano da sua personagem e da dificuldade em aceitar que ela comete uma traição, a atriz afirma que aprendeu muito com Verônica e com toda a produção. O maior ensinamento, segundo ela, é a noção de que não basta ter só consciência ambiental, é preciso que essa consciência seja transformada em ação. E isso exige, segundo ela, um exercício constante de mudança de hábito.

"A gente tem que ter um esforço diário, porque a maneira como a gente aprendeu a viver vai na contramão da preservação. A gente age como se tudo fosse renovável, como se tudo fosse nascer novamente como mágica, como se o lixo fosse evaporar e fosse transformado numa chuva potente e rica em adubo, e a gente vive sem pensar nas consequências do quanto a gente desperdiça, do quanto a gente gasta", diz.

Para ela, é muito importante e propício "Aruanas" passar na TV aberta neste momento. "Por que tem gente que implica tanto com o audiovisual? Porque ele é muito poderoso mesmo, ele vai no coração das pessoas. E você pegar uma série com um tema tão importante quanto esse e colocar no coração das pessoas –até daquelas pessoas que acham que preservação do meio ambiente, Amazônia é lá longe– e afetá-las, isso é muito potente."

Taís Araujo afirma que outro ponto importante da produção é mostrar que a preservação da natureza não está contra o progresso, mas é a favor de um progresso consciente e sustentável. A atriz acrescenta que o governo atual não faz nada pela preservação ambiental.

"Não tem cuidado, tem arbitrariedade, tem desmando. O que é uma pena, porque diz respeito a vida deles [dos governantes], dos filhos deles, da continuidade dos filhos deles, e das famílias deles também. É isso que é de difícil compreensão. [A preservação do meio ambiente] Não diz respeito a minha família, a sua família, diz respeito a família de todos nós", conclui.

A primeira temporada de "Aruanas" na Globo registra até o momento uma média de 19 pontos com 33% de participação em São Paulo, e 20 pontos com 35% de participação no Rio de Janeiro –cada ponto equivale a 74.987 domicílios na Grande São Paulo, e 47.454 no Rio.

Segundo a Globo, na comparação com o mesmo horário e período de 2019, a série elevou a média de audiência em 1 ponto em São Paulo, e 2 pontos no Rio.

QUARENTENA E VOLTA ÀS GRAVAÇÕES

Em casa ao lado do marido, o ator Lázaro Ramos, 41, e dos filhos, João, 9, e Maria, 5, a atriz diz que não sente vontade de ir para rua, embora esteja com saudade da família e dos amigos. "Vejo o povo na praia, parece que a praia vai sai do lugar. Veja o povo no shopping, parece que o shopping vai sair do lugar. Eu não tenho essa necessidade de ir para rua, mas também moro numa casa ampla, tem árvore. Talvez se estivesse num apartamento sentisse mais vontade."

Taís Araujo também afirma que é estranho ficar tanto tempo sem trabalhar, mas que não adianta ficar ansiosa enquanto os números de mortes e infecções pelo coronavírus não caem. "Voltar a trabalhar a gente quer, quando não sabemos, e como vai ser essa volta, a Globo está estudando, porque tem que ser muito seguro para todo o mundo."

"Aruanas"

  • Quando Ter., às 22h30
  • Onde Globo
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem