Televisão

Gabriel Pelícia se diverte ao rever Quinzinho em 'Fina Estampa' e quer voltar a atuar

Ator hoje tem 13 anos e tinha apenas 4 quando participou da novela da Globo

Gabriel Pelícia, que fez Quinzinho em "Fina Estampa" Arquivo Pessoal

São Paulo

Gabriel Pelícia tinha apenas quatro anos quando passou por uma série de testes para viver Quinzinho, na novela “Fina Estampa” (2011-2012). Chorou ao saber que tinha conseguido o papel, pensava que ficaria preso dentro da TV. Mas logo estava lá, decorando textos sem nem saber ler, contracenando com atores famosos, como Lília Cabral.

O garoto, que encantou o público como o filho de Quinzé (Malvino Salvador) e Teodora (Carolina Dieckmann) na trama, agora é um adolescente, de 13 anos, que adora videogame e seus vários animais de estimação. E pela primeira vez está vendo as cenas que ele imaginava ser uma grande brincadeira na época em que as gravou.

"No início da novela eu tinha quatro anos, quando terminou eu tinha cinco. Não lembro de quase nada, porque naquela época eu não tinha oportunidade de assistir, eu era muito pequeno. Só agora que estou vendo as cenas. De algumas eu lembro, mas são poucas. Está sendo muito legal, estou adorando", afirma Gabriel.

Segundo o adolescente, ver as cenas tem trazido algumas lembranças, como as brincadeiras e correrias pelos corredores e como ele conseguia incorporar o personagem assim que o diretor dizia "gravando". "Todo mundo se assustava, por que eu mudava, parava de rir e ficava sério do nada", recorda. ​

Entre os atores, Gabriel diz que lembra principalmente de Lília Cabral, Malvino Salvador e Caio Castro, e como eles conversavam e brincavam com ele, além dos brinquedos. Afinal, foi Dia das Crianças, Natal e aniversário comemorados durante a novela. Dedé Santana chegou a visitar sua casa no Natal com um saco de presentes.

Apesar de algumas lembranças e muitos brinquedos, que Gabriel garante ainda ter guardados, a televisão já não fazia parte da vida do adolescente. Estava apenas na expectativa da família de que “Fina Estampa” reprisasse na faixa vespertina da Globo, por isso não faltou comemoração com o anúncio dela.

A trama de Aguinaldo Silva teve uma das mais elevadas audiência na faixa das 21h da Globo nos últimos dez anos, e foi escolhida para preencher a grade da emissora diante da suspensão das gravações devido à pandemia da Covid-19. “Totalmente Demais” (2015-2016) e “Novo Mundo” (2017) também retornaram.

ATOR OUTRA VEZ

A reprise de "Fina Estampa" trouxe novidades para Gabriel Pelícia. Além de se ver na TV, o adolescente também está lidando pela primeira vez com o reconhecimento do público. Até professores antigos o procuraram para dizer que finalmente sabiam de onde vinha a sensação de que já o conheciam.

Amigos e familiares mandam vídeo e fotos para mostrar o reconhecimento pelo trabalho dele. E as redes sociais, que eram uma brincadeira esporádica, viraram um canal de comunicação, com várias mensagens de fãs. Seus 48 seguidores de antes da trama, se transformaram em mais de 2.700.

Com isso, foi inevitável para Gabriel pensar em como seria voltar às telinhas. Já decidiu que quer, sim, atuar novamente e, quem sabe, conciliar no futuro seus dois maiores desejos: as novelas e a veterinária. Os planos são antigos. Se a atuação iniciou aos quatro anos, ele garante que já queria ser veterinário aos três.

"Tem uma rua perto de onde eu moro que a gente chama de rua de gatos, em que as pessoas ficam colocando ração e água para os gatinhos de rua, então tem um monte de gato. Se minha mãe deixasse, toda vez que eu passasse lá, eu voltaria para casa com uma caixa de papelão e um gato novo."

Gabriel, que é filho único e mora com os pais no Rio de Janeiro, tem hoje três gatos, um cachorro e duas calopsitas. Por causa da quarentena, ele tem ficado em casa, se dividindo entre seus pets, as aulas online e os jogos de videogame, além da novela, claro. Até no domingo eu fico esperando para assistir, afirma.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem