Televisão

De Jamie Lee Curtis a Steve Carell, famosos lamentam morte de Fred Willard

Ator de 'Modern Family' morreu nesta sexta (15), aos 86 anos

Ator Fred Willard em evento em Los Angeles - Danny Moloshok - 26.abr.2011/Reuters
São Paulo

Os fãs custaram a acreditar quando a atriz Jamie Lee Curtis publicou neste sábado (16), em suas redes sociais, o que parecia ser uma homenagem póstuma ao ator Fred Willard. "Que sorte tivemos de poder desfrutar os dons de Fred Willard. Ele agora está com a Mary, de quem sentia tanta falta", disse Jamie, fazendo referência à roteirista de TV Mary Willard, esposa do ator, morta em 2018.

Mas a notícia foi confirmada menos de uma hora depois pela filha do ator, Hope Willard, que publicou também no Twitter que o pai havia morrido na noite de sexta (15), aos 86 anos: "Ele continuou se mexendo, trabalhando e nos fazendo felizes até o último momento. Nós o amamos muito e vamos sentir saudades dele para sempre". A morte foi decorrente de causas naturais, segundo informou um assessor do ator à revista People.

Willard construiu uma longa carreira na TV e no cinema, especialmente no humor. Ficou conhecido principalmente por sua atuação como Frank Dunphy em "Modern Family" (2009), papel pelo qual foi indicado ao Emmy de melhor ator convidado em série de comédia. O ator Jesse Tyler Ferguson, que interpretou Mitchell na série, disse no Twitter estar honrado por suas vidas terem se cruzado: "Ninguém nunca vai chegar perto de substituir sua genialidade".

O veterano Henry Winkler, 74, que atuou em diversos filmes do Adam Sandler, o produtor e diretor Judd Apatow, responsável por "O Virgem de 40 anos", a atriz Christina Applegate e diversos outros nomes da comédia também lamentaram a perda de Willard.

"Fred Willard foi a pessoa mais engraçada com a qual eu já trabalhei. Ele era um homem doce e incrível", disse Steve Carell, 57, que trabalhou com Willard nos filmes da franquia "O Âncora" e na série "Space Force", que estreia no dia 29 na Netflix. Do mesmo criador de "The Office", a produção é o último trabalho de Willard na TV.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem