Televisão

Para manter sucesso, 'As Aventuras de Poliana' terá finais e perderá personagens na nova fase

Trama chega ao capítulo 400 com boa audiência, mas tem desafio de se manter bem até 2021

Da esq. para dir., Dalton Vigh, Sophia Valverde e Thais Melchior

Da esq. para dir., Dalton Vigh, Sophia Valverde e Thais Melchior Divulgação/SBT

São Paulo

Seguindo o rumo das demais novelas infantojuvenis do SBT, a trama de "As Aventuras de Poliana" chega ao capítulo de número 400, que será exibido nesta terça-feira (26), como sucesso de audiência. Feita para durar dois anos, o folhetim de Íris Abravanel foi estendido até 2021.

Novas tramas serão incluídas na nova fase da história, bem como a saída de alguns personagens, como o da atriz Larissa Manoela. No rastro do sucesso na TV, o SBT ainda vai produzir um filme em 2020, com as gravações iniciando a partir do mês de janeiro. 

Um dos segredos da longevidade da trama está nos núcleos familiares, compostos por faixas de idades distintas, além de um cardápio variado de personagens. Para Reynaldo Boury, 87, que dirigiu as versões brasileiras de "Chiquititas" (2013-2015) e "Carrossel" (2012-2013) e "Cúmplices de um Resgate" (2015), as tramas infantis sempre fizeram sucesso por diversos motivos, mas o maior deles é o fato de ser uma produção em que toda a família pode assistir junto.

Boury também destaque o formato utilizada na condução das histórias da trama. "A gente mantém o fio principal da novela, que é o da protagonista Poliana [Sophia Valverde], mas sempre com tramas paralelas. Essas histórias podem ganhar destaque por 30 ou até 50 capítulos."

"Não dá realmente para fazer uma novela tão grande preso apenas a uma trama. E claro que a Poliana dá pitaco em todas essas histórias. Por isso a Felipa [Bela Fernandes] a chama de ‘Polichata”, afirma o diretor, em tom de brincadeira.

Além de tramas paralelas, a novela ainda apresenta uma gama de núcleos, conforme avalia o ator Otávio Martins, que interpreta o vilão Roger. "Há o núcleo infantil, o adolescente e o adulto e, por isso, toda a família assiste junto. Além do fato de a mãe não precisar explicar porque alguém matou um personagem, por exemplo, o adulto fica porque tem a parte da história dedicada a ele", diz.

"Todo mundo chama de novelinha, porque é como o horário das seis [da Globo]. Só que esse público ganhou uma outra novelinha, às 21h", completa. 

Para atrair a atenção da nova geração de crianças e jovens, Íris Abravanel, 70, conta com uma equipe que a ajuda a se manter conectada com os temas atuais. "Temos que acompanhar a evolução, claro. Se hoje é combatido o bullying, tem que estar na história, tem que provocar o debate sobre o assunto. Talvez no final da novela, aqueles que praticam o bullying podem acabar de castigo", diz Martins. 

Os adultos também representam uma parcela grande da audiência da novela. Dados do Kantar Ibope mostram que 71 % dos espectadores tem mais de 18 anos. A informação foi divulgada pelo crítico de TV da Folha, Maurício Stycer, em junho do ano passado. Boury e Martins, ainda, enfatizam o talento das crianças.

"Sempre relevamos alguns nomes, como o de Maisa, em 'Carrossel'", lembra o diretor. Houve ainda, na emissora, "Chiquititas", que teve Carla Diaz e Fernanda Souza, hoje atrizes de novelas na Globo. "Além dos protagonistas, Sophia Valverde e o Igor Jansen, o Davi Campolongo já é um pianista clássico, que se apresenta em concertos. Ele é um pequeno gênio aos 13 anos", completa  Bour.

No papel de Bento na novela, Campolongo já representou a infância de João Carlos Martins no teatro, e foi apadrinhado pelo maestro na vida real. "O fim desse personagem será a realização do sonho de estar em um recital", adianta Boury.

 

VIRADA NA TRAMA NA TV E  NO CINEMA

Desde maio do ano passado no ar, "As Aventuras de Poliana" tem registrado 12,3 pontos de média na Grande SP, segundo o Kantar Ibope (cada ponto equivale a 73 mil domicílios). Em julho de 2018, a média era de 11 pontos, o que mostra uma evolução na audiência.

Na mesma faixa de horário, a Record registrou 8,6 ponto de média. Atualmente, a emissora exibe a reprise de "O Rico e Lázaro" e, na sequência, o Jornal da Record. Com esses números, "Poliana" é considerada a novela mais vista da televisão depois das tramas da Globo. O capítulo com maior audiência foi ao ar em 5 de junho de 2018, quando a novela teve pico de 17,2 pontos de média. Para se ter uma ideia, a última novela das seis da Globo, "Órfãos da Terra" (Globo) terminou com uma média próxima dos 22 pontos. 

Entre as técnicas usadas para dar mais um ano de fôlego à novela de Íris Abravanel está a conclusão das histórias de alguns personagens e a entrada de novos atores, além da expectativa de várias viradas de personagens na trama. 

O vilão Roger (Otávio Martins) é um dos que vai permanecer na novela, assim como Dalton Vigh, Sophia Valverde e Thais Melchior. "Recebi três convites para o ano que vem, mas com essa decisão [de estender a novela], vou ficar. É maravilhoso trabalhar com essas crianças, o clima do SBT é incrível. Quem vai sair é porque o personagem vai acabar."

A trama da TV dos dois últimos anos, bem como os desfechos de alguns personagens, será transformada em uma história para o cinema. "Vamos gravar cenas para o filme durante o recesso de gravações da novela, que será entre janeiro e fevereiro. O longa deve chegar aos cinemas nesse intervalo, antes da

Quem já anunciou a sua saída é Larissa Manoela, que interpreta Mirela. A atriz já tinha firmado contratos para um filme de produção original Netflix e outro longa, que deve chegar aos cinemas no ano que vem. Ela grava “Poliana” até 31 de dezembro. "Essa notícia de que a novela vai se entender surpreendeu a todos. A gente estava já na ‘vibe’ do fim das gravações e pegou bastante o pessoal de surpresa”, afirmou Manoela, em entrevista ao F5.

 

SOBREVIVENDO A TRAUMAS

Mesmo com todo o sucesso, “As Aventuras de Poliana” passou por alguns traumas, que foram rapidamente superados.  Em novembro do ano passado, com Milena Toscano, 34, prestes a ter o seu primeiro filho, Thais Melchior foi chamada para substitui-la no papel de Luiza, tia da protagonista Poliana.

Parte dos fãs não gostaram da troca das atrizes, e Melchior chegou a ser ameaçada de morte pela internet. Tudo passou rápido e a audiência não chegou a ser abalada. A forma como alguns temas foram tratados também foi alvo de polêmica.

Em agosto do ano passado, Luciana Bento, do blog A Mãe Preta disse que o conteúdo da novela promovia o racismo. Ela citou o capítulo de 8 de agosto daquele ano em que a aluna Késsya (Duda Pimenta) argumenta com a coordenadora Helô (Eliana de Souza) que ela não seria acusada de vandalismo se não fosse negra. 

Na história, alguns alunos vandalizaram uma escultura feita pelo professor de artes da escola, que armaram um plano para culpar Késsya. Durante o diálogo, a coordenadora afirmou a estudante de que não faria diferença nenhuma se ela fosse branca. Para Luciana Bento, a coordenadora ensinou à menina que racismo é culpa dos negros.

Em resposta, SBT afirmou que a emissora tem o papel de debater questões sociais como o enfrentamento ao racismo. Na época, a emissora destacou que no capítulo do dia anterior, um dos personagens afirmou que o "racismo é coisa de gente ignorante”.


PICOS DE AUDIÊNCIA - O que aconteceu nesse dia?

5 de junho de 2018 - 17,2 pontos no Ibope

Mário, Benício e Gael decidem mexer no lixo de Sr. Pendleton com objetivo de descobrir mais sobre ele. Com ciúme de Nanci, Waldisney diz mente e diz que tem uma namorada. João, que ainda vivia na escola, leva Feijão para seu esconderijo. Poliana cria uma situação para que Luísa faça maquiagem nela mesma e também a ensine. João canta e toca violão na porta do colégio e anima a alguns dos alunos. Poliana aparece, agradece ao amigo pela flor e convida ele para conhecer o interior da escola Ruth Goulart.

27 de junho de 2018 - 17 pontos no Ibope

Poliana fica feliz ao saber que João está trabalhando na padaria. Mirela vai à casa de Vinicius para ensaiar com ele, Guilherme e Jeferson. Mirela e Raquel brigam, e a Raquel decide sair. Vini e Guilherme saem atrás da garota, que se perde nos becos da comunidade. Os bandidos do grande criminoso da comunidade tentam roubar Raquel. Marcelo convida João para comer na padaria e diz que pagará a conta. Débora fica incomodada com a aproximação de Glória e Luísa. 

6 de junho de 2018 - 17 pontos no Ibope
Ruth questiona Poliana sobre levar um menino de rua para dentro da escola, e a menina explica o que aconteceu. O carro de Claudia para de funcionar, mas Durval aparece e a ajuda. Mirela pede para Vinícius ajudá-la a descobrir o que Guilherme gosta. Guilherme chama a atenção da irmã por ter feito a lista de pessoas bizarros, mas Filipa diz que pode fazer o que quiser pois tem mais de 100 mil seguidores. Guilherme, então, pega o celular de Filipa sem ela ver e posta um vídeo de suas pernas como se fossem as da irmã. João e Poliana tomam café com Dona Branca. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem