Televisão

Monalisa Perrone diz que era impossível falar não para CNN: 'Deu medo, mas deu vontade'

Oportunidade de apresentar telejornal no horário nobre foi um dos motivos da mudança

Monalisa Perrone na CNN Brasil
Monalisa Perrone na CNN Brasil - Instagram/cnnbrasil
São Paulo

Monalisa Perrone, 49, falou pela primeira vez sobre a sua mudança para a CNN Brasil, depois de trabalhar por 20 anos na Globo. Em vídeo de pouco mais de três minutos divulgado pelo novo canal, a jornalista fala que era impossível dizer não ao convite da emissora e que ama ser desafiada.

"Como dizer não para a maior rede de notícias do mundo? Impossível", diz ela, em um dos trechos.

Perrone deixou o Hora Um, nas madrugadas da Globo, para ancorar um dos programas em horário nobre da CNN Brasil. Ela vai apresentar o novo telejornal ao lado do jornalista William Waack, também ex-Globo. 

Ela afirmou que ser titular de um telejornal em horário nobre é "o desafio que faltava" na sua vida profissional. "Essa é uma das razões de falar sim para a CNN Brasil. Com 27 anos de carreira, passando por reportagem, ancoragem, todo tipo de transmissão, dos mais variados assuntos, eu me sinto realmente pronta". 

O programa será apresentado de São Paulo, embora o vídeo de divulgação tenha sido gravado em Brasília. "Como no nosso dia a dia, a gente vai viver e respirar o noticiário, a política,  então claro que gravar aqui na capital federal faz todo sentido", explicou ela.

No vídeo, Perrone disse também que mudar de emissora "deu medo, mas deu vontade". "Vontade de fazer história no jornalismo brasileiro", afirmou.

OUTRAS CONTRATAÇÕES

Em junho deste ano, a CNN Brasil anunciou as suas primeiras contratações: os jornalistas William Waack e Evaristo Costa

Costa ficará no comando de um programa semanal, apresentado direto dos estúdios da emissora em Londres. O apresentador, que mora na Inglaterra há dois anos, estará à frente de uma revista eletrônica que vai mesclar jornalismo e entretenimento. 

O casal de repórteres queridinho da Globo, Phelipe Siani, 34, e Mari Palma, 30, também deixou a emissora carioca para assinar com a CNN. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem