Televisão

Tiago Maranhão deixa Grupo Globo e vai trabalhar na Amazon: 'Profunda gratidão'

Apresentador do Troca de Passes, do SporTV, é mais um a sair da emissora

Tiago Maranhão, apresentador que deixa o SporTV
Tiago Maranhão, apresentador que deixa o SporTV - nstagram/@tmaranhao
São Paulo

Apresentador do programa esportivo Troca de Passes, do SporTV, o jornalista Tiago Maranhão pediu demissão do Grupo Globo. Ele vai trabalhar na Amazon para desenvolver uma ferramenta nova na plataforma. Em carta aberta, ele agradeceu por todo o serviço prestado.

“Eu, Tiago Maranhão, faço aqui minha despedida do Grupo Globo, deixando meu agradecimento a todos que participaram de cada sonho realizado, dividiram comigo os jogos debaixo de sol ou chuva, as entrevistas, aventuras e desventuras da reportagem”, começou o apresentador, que chegou e começou como repórter da madrugada da TV Globo, há 10 anos, e depois partiu para o jornalismo esportivo.

“Muito antes do programa de debate sobre futebol, bem antes das aberturas de Jogos Olímpicos, no verão e no inverno, dos Mundiais, das corridas, lutas e jogos, antes das viagens com verniz glamouroso para Paris, Londres ou Tóquio e bem antes das aventuras no Timor Leste, Coreia do Norte ou Jordânia, antes das madrugadas de plantão. Antes de tudo isso ser realizado, havia o sonho de um dia realizar isso tudo”, pontuou, sobre tudo o que já fez na casa.

“Só que, como todo sonho, uma hora este também teria que terminar. Esta semana vou apresentar o Troca de Passes, do SporTV, pela última vez e me despedir. Vou levar apenas boas lembranças e profunda gratidão. Não é fácil dizer adeus”, completou. Ele será substituído pelo repórter André Hernan e pelo apresentador Rodrigo Rodrigues em revezamento pelas próximas semanas.

Maranhão é mais um a sair do Grupo Globo nos últimos meses. Ainda na área de esporte, foi demitido Mauro Naves que se viu envolvido com o caso Neymar. Em junho, Naves foi afastado do trabalho, segundo a Globo, por ter passado o contato do pai do jogador a José Edgard Bueno, advogado que trabalhava para Najila Trindade. Ela afirma ter sigo agredida e estuprada pelo jogador do Paris Saint-Germain. Neymar nega, e o caso foi arquivado pela Justiça. 

Tino Marcos e Marcos Uchôa pediram uma licença até o final do ano para descansar. Ivan Moré já havia saído da empresa e, até agora, não parece ter definido seu futuro. 

Também deixaram a emissora em julho, mas por vontade própria, os jornalistas Phelipe Siani e Mari Palma, que foram para a CNN. Além deles, Fernando Rocha e Mariana Ferrão saíram da Globo no início do ano após decisão da Globo de transformar o programa Bem Estar, que ambos apresentavam, em um quadro dentro do programa Fátima Bernardes.

O mais recente caso foi o do ex-âncora do Jornal Hoje Dony de Nuccio, que pediu demissão da Globo após reportagem revelar que o jornalista havia recebido mais de R$ 7 milhões, em dois anos, para produzir conteúdo para o Banco Bradesco.
 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias