Televisão

ESPN rescinde contrato de Juca Kfouri, vice-presidente e de mais cinco comentaristas

Nomes como Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi estão fora da emissora

Juca Kfouri em encontro com colunistas da Folha
Juca Kfouri em encontro com colunistas da Folha - Eduardo Knapp/Folhapress
Leonardo Volpato
São Paulo

A ESPN rescindiu contratos de cinco comentaristas, além de dispensar Juca Kfouri, que também é colunista da Folha, e o vice-presidente de jornalismo, João Palomino. Estão fora do canal ainda Arnaldo Ribeiro, Claudio Arreguy, Eduardo Tironi, Maurício Barros e Rafael Oliveira, além do apresentador João Carlos Albuquerque, que comandava o Bola da Vez.

Em nota, o canal informa: “A ESPN vive um processo de transformação e adaptação para atender aos fãs, acionistas e clientes de esportes em meio às constantes mudanças no consumo de conteúdo. A reformulação faz parte do planejamento da emissora para o próximo ano que seguirá apostando no conteúdo ao vivo e nos direitos esportivos de futebol, tais como Premier League e La Liga, além das ligas norte-americanas como a NFL, NBA, MLB, NHL entre outras”.

O F5 apurou que as dispensas ocorrem por conta da integração entre Disney e Fox. Ocorre uma fusão entre as diretrizes e isso afeta o canal diretamente.

Novos nomes devem ser anunciados em breve para o lugar daqueles que saíram da emissora. O clima dentro do canal é péssimo e não está descartado que mais pessoas deixem seus cargos.

 

Palomino estava na ESPN desde a fundação do canal, em 1995. Ele era apresentador de diversos programas, dentre eles o Linha de Passe, o principal do canal. Depois, subiu de cargo.

João Carlos Albuquerque, o João Canalha como é conhecido, também chegou ao canal em 1995. Depois de ficar um tempo fora, retornou à ESPN para comandar programas como o Bate Bola.

Arnaldo Ribeiro era um dos principais nomes do noturno Linha de Passe, atração que sempre analisava com mais detalhes as rodadas dos campeonatos. 

Eduardo Tironi começou no canal em 2012 na sucursal do Rio, mas mudou para São Paulo dois anos depois. Rafael Oliveira era um dos comentaristas mais jovens do canal e estava lá desde 2013. Maurício Barros por vezes participava de diferentes edições do Bate Bola, assim como Arreguy, o especialista em futebol mineiro.

A debandada no esporte também afeta outras emissoras. Na Globo, saíram nomes como Ivan Moré, que ainda não tem destino definido, e os repórteres Marcos Uchoa e Tino Marcos, que pediram licença. Mauro Naves foi demitido da Globo por supostamente ter se envolvido no caso Neymar.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias