Televisão

Escritora diz que trama de vingança em 'Ouro Verde' não foi inspirada em 'Avenida Brasil'

'Se fosse para comparar faria mais sentido lembrar de 'O Outro Lado do Paraíso''

Bia (Joana de Verona) e Edu (Adriano Toloza)
Bia (Joana de Verona)e Edu (Adriano Toloza) - Divulgação
Fabiana Schiavon
São Paulo

A portuguesa Maria João Costa, autora da novela "Ouro Verde" (Band), está com frio na barriga. Com sua primeira novela, ela venceu um Emmy –prêmio comum aos autores brasileiros, mas raro em Portugal. Dois anos depois da premiação, sua trama estreia na próxima segunda-feira (15) na Band.

Antes de se tornar autora de novelas, Costa era editora de livros e chegou a atuar como atriz em algumas produções. Ela afirma que apostou em uma história mais comum para a novela porque seria arriscado criar algo muito diferente em sua primeira vez. Mesmo assim, optou por usar um formato moderno.

"É uma novela clássica de vingança e de amor, mas numa linguagem, não diria que é de série, mas muito mais rápida", diz Costa. 

Ursula Corona, uma das atrizes brasileiras do elenco, comenta essa diferença: "É uma novela que não tem barriga [artifício utilizado para enrolar no meio da história] e as pessoas não perdem um episódio. Outros trabalhos que fiz em Portugal tinham de ser muitos literais. Essa novela traz mais delicadezas".

"Ouro Verde" foi uma das primeiras tramas em que mocinhos e vilões têm qualidades e defeitos, com personalidades mais profundas, recurso já utilizado há algum tempo no Brasil. Questionada sobre as comparações à novela brasileira "Avenida Brasil" (Globo), Costa diz que não houve inspiração.

"O protagonista que muda de identidade e volta para se vingar não é algo novo. Temos se olhar lá atras, na inspiração de Conde de Monte Cristo, e se fosse para comparar faria mais sentido lembrar de 'O Outro Lado do Paraíso', que teve referência clara à obra", explica Costa.

Como as novelas brasileiras, "Ouro Verde" é recheada de polêmicas. Umas delas se refere a uma médica que sofre da doença de Crohn, enfermidade inflamatória crônica que afeta o sistema digestivo, e que foi criticada por médicos portugueses. "É uma falsa polêmica, porque a história foi inspirada em um caso real de uma médica que reagiu de uma certa forma à doença."

O grande problema mesmo foi com os veganos. "Com os 'vegans' foi um grande problema, mas porque é uma personagem que comia carne escondido", conta a autora. 

TRAMA E ELENCO

A novela será dublada, mas alguns sotaques serão mantidos, já que o protagonista é um português que se muda para o Brasil e volta para Portugal. Os atores brasileiros Silvia Pfeifer, 61, Zezé Motta, 75, Gracindo Junior, 76, Bruno Cabrerizo, 39, e a carioca Ursula Corona, 37, estão no elenco da trama, que também tem cenas gravadas no Brasil. Atualmente, Silvia Pfeifer está em "Topíssima" (Record), Pedro Carvalho em "A Dona do Pedaço" (Globo).

A trama gira em torno do jovem Zé Maria Magalhães. O protagonista é vivido por Diogo Morgado, ator que fez Jesus no longa "O Filho de Deus", em 2017.  Ele busca vingança após ter sua família assassinada por Miguel Ferreira da Fonseca (Luís Esparteiro). 

Zé Maria foi o único sobrevivente da chacina que culminou na morte de sua família. Ele fica seis meses em coma e, ao despertar, não se lembra bem sobre o que aconteceu. Algum tempo depois ele retoma a consciência, resolve fugir para o Brasil para não ser morto e muda sua identidade para Jorge Monforte.

Ao chegar em solo brasileiro, ele conhece Januário Cavalcantti (Gracindo Júnior), dono de várias terras na região da Amazônia. O jovem consegue a confiança do coronel e acaba herdando toda sua fortuna, se tornando um empresário, dono do império Ouro Verde, um dos líderes mundiais no mercado agropecuário.

Com sede de vingança, ele retorna para Portugal a fim de acertar as contas do passado. Porém, Zé é chamado às pressas para retornar a uma de suas fazendas onde acontece um forte um protesto de ambientalistas. No local, ele acabará se deparando com Bia (Joana de Verona), que não via há 15 anos. O amor dos dois reacende e ele se vê perante a um dilema, uma vez que Bia é filha do seu maior inimigo.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias