Televisão

'O Sétimo Guardião': Ondina é assassinada e autor pede ajuda para decidir próxima vítima

Aguinaldo Silva pergunta: Gabriel, médico Aranha ou padre Ramiro?

Guardiões e amigos socorrem Gabriel (Bruno Gagliasso) após tiro
Guardiões e amigos socorrem Gabriel (Bruno Gagliasso) após tiro - TV Globo
São Paulo

Na reta final de "O Sétimo Guardião", da Globo, o autor Aguinaldo Silva revelou que Ondina (Ana Beatriz Nogueira) será a quarta vítima do serial killer. Em publicação no seu Facebook neste domingo (7) , ele também pediu ajuda do público para decidir qual será o próximo personagem assassinado: o protagonista Gabriel (Bruno Gagliasso), o médico Aranha (Paulo Rocha) ou o padre Ramiro (Ailton Graça).

"Ondina morre. É a quarta vítima... E o bilhete diz que ainda faltam três. Mas só um dos que restam vai morrer, então vocês podem me ajudar a decidir. O médico, o padre ou Gabriel: qual deles deve morrer? Só vale dizer um. Respondam nos comentários", escreveu ele.

No capítulo da última quinta-feira (4), o delegado Machado, personagem de Milhem Cortaz, foi encontrado morto após ter sido deixado apenas de calcinha por moradores de Serro Azul que tentavam invadir o casarão para terem acesso à fonte. Ele foi a primeira vítima do serial killer.

Após ser humilhado, Machado se trancou na delegacia até ser encontrado morto pela mulher, Rita de Cássia (Flávia Alessandra), no dia seguinte. Sobre o corpo dele, foi encontrado um bilhete com a mensagem "faltam seis", indicando se tratar de um ataque contra a irmandade e os guardiões, que são sete.

No capítulo de quinta-feira (11), a segunda vítima será encontrada morta: Feliciano (Leopoldo Pacheco). Os outros dois guardiões assassinados serão mulheres: Milu (Zezé Polessa) e Ondina.

Apesar de pedir ajuda para escolher a próxima vítima entre Gabriel, Aranha e o padre Ramiro, o autor Aguinaldo Silva disse à colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, que o padre não deve ser assassinado por uma superstição que ele tem. "Não tive coragem. Tenho uma ligação forte com a religião católica. Se matasse um padre, estaria entrando numa zona obscura de minhas lembranças religiosas, da qual prefiro manter distância", contou.

A pergunta publicada no Facebook pelo escritor tinha 2.600 comentários até a tarde desta segunda-feira (8). As respostas estão divididas e há pessoas que sugerem outros personagens para serem assassinados como o prefeito Eurico (Dan Stulbach).​

 
 
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias