Televisão

'Jezabel', nova novela da Record, é uma superprodução com diversas cenas gravadas em Marrocos

Macrossérie que substituirá 'Jesus' estreia nesta terça-feira

A atriz Lidi Lisboa viverá sua primeira protagonista na macrossérie "Jezabel", da TV Record
A atriz Lidi Lisboa viverá sua primeira protagonista na macrossérie "Jezabel", da TV Record - Edu Moraes/RecordTv
São Paulo

Na próxima terça-feira (23), o horário nobre da TV Record passará a exibir sua mais nova novela, “Jezabel”. Substituindo a novela “Jesus”, que atingira altos níveis de audiência para a emissora de Edir Macedo, 74, a macrossérie de 80 episódios promete entregar feito por uma superprodução e um elenco de peso.

Em coletiva de imprensa no Polo Cinematográfico de Paulínia, local que acontecem as gravações no interior de São Paulo, a equipe da Record e da produtora Formata - co-produtora da macrossérie, contaram que mais de 90% das cenas são externas, divididas entre fazendas em São Roque (SP) e cenários paradisíacos em Marrocos.

Daniela Buzone, da Formata, conta que Jezabel é a primeira superprodução da produtora e que foi um desafio gigantesco. “É um grande desafio porque as primeiras cenas foram gravadas em Marrocos, há mais de 10 horas da capital e a primeira gravação foi em vulcão a 5 horas dessas 10 horas. Uma equipe nova, um desafio novo e uma produção super grande”, conta a executiva.

Para Alexandre Avancini, 53, diretor-geral da macrossérie, a palavra-chave para esse projeto é motivação.

“Quando a gente fala em superprodução, é muito bacana mas a gente tem que pensar o outro lado também. A gente tem uma equipe gigantesca e um elenco muito envolvido nessa produção. Nós fomos para Marrocos e ficamos 40 dias no meio do deserto. Só motivação explica isso”, afirmou o diretor, que brincou com o fato do set de filmagem ter tido 4 línguas.

Contando com mais de 5 mil figurantes em Marrocos e 3 mil no Brasil, a trama da nova novela contará a história de uma das mulheres mais famosas da bíblia: a princesa fenícia Jezabel, que será vivida pela atriz Lidi Lisboa, 34.

Num choque de dois mundos muito diferentes - o povo fenício e o israelita, Jezabel se casa com o rei Acabe, que será interpretado pelo ator André Bankoff, 40, na missão de se tornar a rainha de um enorme território.

Usando de toda a sua beleza, sensualidade e maldade, a fenícia fará de tudo para que seus desejos e anseios se tornem realidade, impondo até crenças pagãs sobre o povo de Israel. Alguns aceitarão tudo o que Jezabel quiser que seja feito, mas o profeta Elias, vivido por Iano Salomão, 35, na trama, será seu maior percalço.

Lidi Lisboa chegará com Jezabel em seu primeiro papel como protagonista. Para a atriz de Guairá (PR), todas as maldades feitas pela princesa é apenas uma carapaça diante de todas as mágoas que ela viveu.

“Toda essa firmeza dela é uma carapaça porque ela tem um vazio dela em relação aos seus pais e à religião. Ela tenta se desvencilhar desse amor que ela não teve e, com isso, ela ficou amarga, má. Ela é bem difícil”, contou Lidi, afirmando que o ritmo de gravações está bem puxado. “É uma carga horária de trabalho bem forte e você tem que estar na medida do possível bem”, disse.

Vivendo o rei Acabe que é conhecido na história como “o pior rei de Israel”, André Bankoff conta que as pessoas vão se surpreender com o Acabe que ele está interpretando, defendo muitas qualidades incríveis do governante.

“O Acabe que eu faço é um rei estrategista, inteligente, forte e que faz valer sua opinião. Ele é muito coerente e as pessoas vão se surpreender com ele. Esperam um rei prostrado, fraco, mas a escolha que eu fiz foi dele ser poderoso, fazendo acontecer o jogo de Jezabel”, diz Bankoff, que não teve problemas durante as cenas com cavalos por ter praticado hipismo por mais de 6 anos.

As gravações de “Jezabel” se concentra em três locais: fazendas em São Roque (SP); estúdios do Polo Cinematográfico de Paulínia e deserto em Marrocos. No início do mês de maio, a equipe de mais de 100 profissionais voltará a Marrocos para mais semanas de gravações no país.

Escrita por Cristiane Fridman - que não compareceu a coletiva de imprensa com jornalistas e elenco por problemas no joelho, “Jezabel” tem 80 episódios roteirizados e em processo de gravação, mas a emissora da Barra Funda (SP) conta que a atração pode ser estendida, de acordo com a audiência.

Parceria TV Record e Formata

Alexandre Avancini, diretor-geral de Jezabel, durante a coletiva da nova novela da Record
Alexandre Avancini, diretor-geral de Jezabel, durante a coletiva da nova novela da Record
Edu Moraes/Record TV
Alexandre Avancini, diretor-geral de Jezabel, durante a coletiva da nova novela da Record

 “Jezabel” não só inaugura uma nova novela na TV Record, como entrega ao público uma nova parceria firmada pela emissora de Edir Macedo: com a produtora Formata. A nova empresa audiovisual chega para co-produzir com a emissora diversos conteúdos, principalmente os de teledramaturgia.

Presentes na coletiva de imprensa aos jornalistas, Alexandre Avancini, diretor-geral de “Jezabel”, e Daniela Buzone, executiva da Formata, salientaram os benefícios dessa nova parceria.

“A gente tem uma nova parceria com a Formata e tem dado muitos frutos para a gente. Logo de cara, eles trouxeram para Jezabel o melhor equipamento de cinema do mundo. Sim, o melhor do mundo! Os nossos diretores adoraram gravar com elas!”, brincou Avancini.

“Estou muito agradecida a nossa nova parceria com a Record. É a primeira macrossérie que a Formata faz e é o nosso maior projeto. Então, tem sido um enorme aprendizado e um grande desafio”, contou Buzone.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem