Televisão

MTV dos EUA amplia audiência entre os jovens com realities e ativismo

Temas como abuso de drogas, imigração e política ganham espaço

A atriz Lindsay Lohan em evento de gala na França
A atriz Lindsay Lohan em evento de gala na França; ela estrela reality show na MTV - Stephane Mahe-25.mai.2017

Jill Serjeant
Los Angeles

Voltada ao público jovem, a MTV está ressurgindo graças à retomada de reality shows, como o polêmico Jersey Shore: Os Originais.

O canal que deu voz à campanha “Rock the Vote” nos Estados Unidos nos anos 1990 e abordou temas como aborto e Aids em “Na Real” está assumindo seu perfil ativista novamente em meio a uma nova onda de adolescentes que buscam mudanças em áreas que vão do controle de armas aos direitos dos gays.

“A voz dos jovens está ficando cada vez mais alta, e isso nos inspirou a elevar o nosso nível”, disse o presidente da MTV, Chris McCarthy.

Após cinco anos de quedas na audiência, o canal da Viacom teve quatro trimestres consecutivos de crescimento e sua melhor audiência no horário nobre de um terceiro trimestre em sete anos, segundo informações da Nielsen.

Gravação do reality 'De Férias com o ex', da MTV
Gravação do reality 'De Férias com o ex', da MTV - Reprodução

Os dados mostram um crescimento de 46% na audiência entre o público-alvo da MTV, na faixa dos 18 aos 34 anos, em comparação com o mesmo período de 2017. Entretanto, a audiência tradicional de TV entre norte-americanos de 18 a 24 anos despencou mais de 40% desde 2012, segundo números de 2017 da Nielsen, uma vez que jovens passaram a se engajar mais com conteúdo por streaming, redes sociais e mídias digitais.

Em seu aniversário de 35 anos, a MTV está respondendo a essas mudanças com uma nova programação abordando temas como abuso de drogas, imigração e política. McCarthy, que assumiu o cargo em julho de 2016, diz que não há contradições entre questões sociais e programas como o ousado De Férias Com o Ex e o reality show anunciado recentemente com a atriz Lindsay Lohan.

“Parte da razão de sermos bem-sucedidos é porque a audiência está procurando escapismo e ativismo autênticos. É parte de nossa promessa fazer as duas coisas”, disse McCarthy.

A MTV não demorou para apoiar os alunos de Parkland, na Flórida, que usaram redes sociais no início deste ano para protestar contra a violência armada após um ataque a tiros em sua escola. A rede ficou fora do ar durante 17 minutos enquanto alunos saíam de escolas em todo o país, deixou suas contas do Facebook, Instagram e Snapchat nas mãos de jovens e ajudou a mandar 17 ônibus para Washington para a passeata “Marcha Por Nossas Vidas” em março.

No final deste ano a MTV lançará o evento anual Teen Trailblazers para homenagear os esforços de mais de uma dúzia de jovens que inspiram outros em questões que vão do meio ambiente aos direitos das mulheres, disse McCarthy.

Reuters
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem