Televisão

Com audiência de milhões, youtubers são escalados pela teledramaturgia

Influenciadores ganham espaço na dramaturgia, mas geram críticas

Influenciadores ganham espaço na dramaturgia, mas geram críticas
Influenciadores ganham espaço na dramaturgia, mas geram críticas - Lourival Ribeiro/SBT/Reprodução/Instagram/Montagem

Guilherme Machado
São Paulo

Kéfera Buchmann, uma das maiores youtubers brasileiras, está confirmada no elenco da próxima novela das 18h da Globo, “Espelho da Vida”, de Elizabeth Jhin. Os números da audiência dela impressionam: são 11 milhões de inscritos em seu canal (o Porta dos Fundos tem 14 milhões) e mais 12 milhões de seguidores no Instagram. 

Outros "influenciadores digitais" já participaram de quadros especiais em programas como Fantástico (Christian Figueiredo) e Esporte Espetacular (Felipe Neto), mas a entrada dessa turma na dramaturgia é mais recente. 

No elenco de “As Aventuras de Poliana”, novela do SBT, Flávia Pavanelli segue com seu canal no YouTube, no qual tem 3,5 milhões de inscritos e trata de moda. Ela é seguida por mais de 8 milhões no Instagram. A intérprete da segura e difícil Brenda conta que não pensava em ser atriz, mas não esconde a alegria com a oportunidade.

“Depois que me descobri na internet, tinha deixado o sonho de ser atriz de lado, por achar que já estava realizada. Daí a vida me surpreendeu, me mostrou que eu amo fazer isso também”, disse ao UOL.
Aos 20 anos, ela acredita que as oportunidades na TV são consequência do trabalho que faz na web. "Antes a gente dependia muito de agência, era mais complexo. Hoje é fácil, porque para me conhecer é só entrar nos meus vídeos para ver minha desenvoltura, questão de dicção, tudo. Isso é muito bacana e o SBT tem aberto as portas."

Há vantagens para os dois lados e Flávia enxerga isso entre seus fãs. "Tem muita gente que manda mensagem falando que assiste a novela por minha causa, que começou a assistir porque eu postei. De uma forma ou outra, acaba sendo uma divulgação para a novela também. Do mesmo jeito que a televisão me agrega muito, acho que a internet acaba agregando também."

A blogueira afirma não se incomodar com com as críticas. "Não vejo isso [começar a atuar] como um problema. Do mesmo jeito que os atores também podem ir para a internet, tem espaço para todo mundo."

NOVOS IMPÉRIOS

Outro que não se importa com as críticas é Rezende Evil, nome artístico de Pedro Afonso Rezende, 21. Ele tem mais de 17 milhões de inscritos no YouTube e mais de 3,5 milhões de seguidores no Instagram.

Protagonista da série “Z4”, parceria do SBT com o Disney Channel, ele diz não sentir pressão para provar seu talento na TV. “Estou no YouTube há seis anos. Já fui xingado por tanta coisa que não ligo, só ligo para fazer meu melhor. O que vão falar, o que vão fazer, já não é comigo. Não sinto essa pressão.”

Para ele, é natural que os youtubers comecem a entrar na televisão. “A televisão tem um poder gigantesco e os youtubers também. Juntando os dois você cria um produto muito bom. É interessante para os dois lados, o meu interesse no 'Z4' foi ganhar experiência. Era um personagem que não o Rezende. Fui para ganhar uma visibilidade diferente, porque na internet já tenho bastante", conta.

"Eles querem que eu também ajude na divulgação. É uma mistura saudável. É legal eu levar o meu público da internet para me assistir no SBT e na Disney."

Pedro já construiu seu mini-império: além da série, ele já atuou no teatro, é autor de livros, sócio de um restaurante e possui uma marca de roupas. “Tudo está no meu radar, sempre tive a vontade de fazer o máximo de coisas possíveis na minha vida. O YouTube foi meu trampolim."

UOL
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem