Televisão

'Brasil é o país que mais mata LGBTs', denuncia Salete Campari

Drag queen fez performance de Elis Regina em programa de TV

Salete Campari no 'Ritmo Brasil'
Salete Campari no 'Ritmo Brasil' - Andrea Dallevo/RedeTV!

São Paulo

Drag queen veterana da TV brasileira, Salete Campari fez seu alerta contra a transfobia e homofobia no "Ritmo Brasil" (RedeTV!) que vai ao ar neste sábado (3).

"A homofobia e a transfobia continuam. A cada dia uma travesti é assassinada por motivos de ódio e o Brasil é o país que mais mata LGBTs em todos os sentidos. Então a gente precisa, de verdade, começar a abrir as portas para a comunidade poder se empoderar", desabafou Salete.

Em homenagem ao 8 de março, Dia Internacional da Mulher, a cantora fez uma performance de Elis Regina no programa, apresentado por Faa Morena e com participações de Maria Alcina, Adrhyana Rhibeiro e Silvetty Montilla. O "Ritmo Brasil" vai ao ar aos sábados, às 19h30, pela RedeTV!

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem