Comic Con

CCXP: Maria Bopp vive influenciadora serial killer em série da Paramount+

Produção do Porta dos Fundos une sátira, terror e detetives da internet

Maria Bopp em cena da série 'As Seguidoras', da Paramount+ - Laura Campanella
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A série "As Seguidoras", que nasceu da colaboração entre a plataforma de streaming Paramount+ e a produtora de comédia Porta dos Fundos, foi tema de um dos painéis da CCXP Worlds 21 neste sábado (4). O trailer oficial da trama estrelada por Maria Bopp foi exibido em primeira mão para mais de 5.000 espectadores do festival.

"É mais fácil matar, esquartejar, ocultar um cadáver do que passar pelo tribunal da internet", lamenta, em uma das cenas, a protagonista Liv (Maria Bopp). Ela é uma influenciadora digital em ascensão que, na busca pelo sucesso, acaba se tornando uma assassina em série que choca até a polícia.

"Quando ela se vê numa ameaça de 'cancelamento', resolve matar a pessoa que quer acabar com a vida dela", resumiu a roteirista Manuela Cantuária, criadora de "As Seguidoras", durante o painel. Liv começa publicando conteúdos sobre estilo de vida saudável, mas se vê ameaçada por Ananda (Raissa Chaddad), uma influenciadora rival muito mais popular, e acaba se surpreendendo com o engajamento gerado por seus próprios crimes.

Essa não é a primeira vez que Maria Bopp leva a persona de uma influenciadora ao extremo. Ela ganhou fama nas redes sociais com a Blogueirinha do fim do mundo, figura satírica que expõe as atitudes mais questionáveis de pessoas famosas na internet através do humor.

"A Liv, como qualquer influenciadora, tenta mostrar uma vida perfeita. Ela é uma personagem irônica", comentou Maria. "Eu não podia esquecer que a graça do absurdo era muito bem-vinda na construção da personagem."

"Mesmo tendo muita tensão e morte, não tem como você não rir dessa ironia. E eu acho que o humor ajuda a gente a digerir as cenas mais violentas. Eu gosto muito de usar o humor para mostrar as coisas que incomodam", contou Manuela.

A série adota o formato de thriller cômico, transitando entre os gêneros de suspense, terror e comédia. Enquanto Liv assume cada vez mais a imagem popular de um psicopata, é outra personalidade digital que se encarrega de derrubá-la.

A atriz e rapper Gabz interpreta Antonia, narradora de um podcast sobre crimes reais, gênero cada vez mais popular e que analisa casos reais de violência, a psicologia de criminosos e chega a solucionar mistérios da vida real. Enquanto a polícia é despistada pelo trabalho cruel e perfeccionista de Liv, Antonia inicia uma caçada digital pela assassina.

"As Seguidoras" é a primeira série original de ficção da plataforma Paramount+ no Brasil, e tem estreia prevista para 2022.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem