Comic Con

Com molejo e coreografias, jovens de Brasília e BH vencem final brasileira de Just Dance na CCXP

Vencedores vão disputar campeonato latino-americano em março

Tiago de Oliveira, 22, Aynne Alana, 14, vencedores da etapa brasileira do campeonato latino-americano de Just Dance
Tiago de Oliveira, 22, Aynne Alana, 14, vencedores da etapa brasileira do campeonato latino-americano de Just Dance - Felipe Guerra
São Paulo

Não bastaram os passinhos ensaiados. Foi preciso ter molejo e carisma para levar para casa o título de campeão brasileiro de Just Dance. O brasiliense Tiago de Oliveira, 22, e a belo-horizontina Aynne Alana, 14, mostraram que sabiam fazer ainda mais do que acertar as complicadas coreografias do jogo e venceram a final das etapas brasileiras do Just Dance M.A.C. Challenge, que ocorreu neste sábado (7), durante a CCXP (Comic Con Experience 2019), em São Paulo. Os campeões vão disputar o campeonato latino-americano em março de 2020. 

A final do circuito nacional reuniu cerca de 200 pessoas na Oi Game Arena, um dos espaços do evento de cultura geek. Após seis meses de etapas classificatórias, duas duplas femininas e duas duplas masculinas competiram entre si para ver quem conseguia seguir à risca os movimentos propostos pelo jogo. Ao mesmo tempo, precisavam seduzir um júri formado por Mariany e Nathany Petrin, youtubers do canal Beleza Teen; e por Fabiana Gomes, maquiadora sênior e porta-voz da Mac Cosmetics. Para definir o vencedor, as notas do júri se somavam à pontuação dada pela máquina.

A estudante Aynne conta que jogou Just Dance pela primeira vez em uma reunião de família, há cerca de 5 anos, a convite de uma prima. Ela confessa que passa de 3 a 4 horas dançando por dia, mas que apenas neste ano resolveu disputar pela primeira vez. “Eu competi por causa do meu irmão, ele que falou para fazer isso. Acho que eu devo muito esse prêmio a ele.”

“Eu comecei a jogar em 2013 o Just Dance 4, foi só uma reunião de amigos, a gente foi fazer um trabalho da escola”, diz o bicampeão brasileiro Tiago de Oliveira, que joga por cerca de 6 horas por dia. Ele já havia vencido o título em 2017. Eu gosto desse jogo porque você interage muito com a comunidade inteira, não só a do Brasil, que é uma das maiores do mundo.

Sensação no Brasil, onde possui mais de 20 milhões de jogadores, Just Dance é o jogo de dança mais vendido da história e destaque no portfólio da Ubisoft, empresa de criação, publicação e distribuição de jogos para videogames e serviços de entretenimento interativo.

“O Just Dance é um dos nossos principais jogos, ele acabou de fazer 10 anos, e o Brasil é um dos países que tem uma das comunidades mais apaixonadas do mundo”, diz Bruna Soares, gerente de parcerias e eventos da Ubisoft Latam. “Isso acontece principalmente porque o Just Dance é um jogo para todo mundo. Ele é um raio-X do que acontece na música pop.”

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem