Nerdices

'Assassin's Creed' vai virar série da Netflix com atores de carne e osso

Serviço de streaming selou aliança com titã dos videogames Ubisoft

Jogo 'Assassin's Creed Valhalla', da Ubisoft
Jogo 'Assassin's Creed Valhalla', da Ubisoft - Divulgação
São Franscisco

A gigante dos videogames Ubisoft anunciou nesta terça-feira (27) um acordo com a Netflix para criar programas baseados em seu bem sucedido título "Assassin's Creed".

O primeiro projeto do grupo de games, sediado na França, e o principal serviço de streaming é uma série que pretende ser "uma adaptação épica" com atores de carne e osso da franquia do jogo, segundo as duas empresas. A notícia da aliança chega antes do lançamento, em 10 de novembro, da última versão do jogo, "Assassin's Creed: Valhalla", que o ambienta na época dos vikings.

O acordo abre a porta para que a Netflix e a Ubisoft criem séries de ação ao vivo, animadas e animê, com base em histórias do jogo. "Estamos entusiasmados por nos associarmos com a Ubisoft e dar vida à narrativa rica e de múltiplos níveis pela qual Assassin's Creed é tão querido", disse o vice-presidente de séries originais da Netflix, Peter Friedlander.

Os jogos de RPG de ação são conhecidos por sua ficção histórica, pois criam aventuras em épocas como as das Cruzadas e do Renascimento, as revoluções francesa e americana. Os protagonistas de Assassin's Creed incluem um italiano da Renascença, um sírio do século 12, um pirata e um nativo americano durante o período colonial.

O fio condutor dos jogos é a ascendência compartilhada com um assassino, parte de um grupo que luta contra as forças opressivas. Desde seu lançamento, em 2007, o game vendeu mais de 155 milhões de unidades em todo o mundo para se situar entre as franquias mais vendidas, segundo a Ubisoft.

"Estamos encantados por criar uma série do Assassin's Creed com a Netflix e esperamos desenvolver a próxima saga no universo do Assassin's Creed", disse Jason Altman, chefe da unidade de cinema e televisão da Ubisoft.

A Ubisoft também anunciou acordos nesta terça para que seu serviço de assinatura online esteja disponível nas plataformas de jogos na nuvem Luna e Stadia, respectivamente da Amazon e da Google.

AFP
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem