Nerdices

MC Jottapê compara eSports ao funk: 'Muita gente tem preconceito'

Funkeiro da série 'Sintonia' se apresentou em final de campeonato mundial de game

MC Jottapê se apresenta na final mundial de 'Free Fire'
MC Jottapê se apresenta na final mundial de 'Free Fire' - Divulgação
Rio de Janeiro

O funk e os eSports têm um ponto em comum: o preconceito que sofrem. Pelo menos é o que acredita o funkeiro MC Jottapê, 19. Lembrado especialmente por seu papel como Doni na série “Sintonia” (Netflix), o cantor se apresentou neste sábado (16) ao lado de Mano Brown e Alok na final do Campeonato Mundial de “Free Fire”, um dos games mobile mais populares entre os brasileiros.

“O mercado gamer é como o funk: muita gente tem um preconceito grande, mas acho que aos poucos a gente vai adentrando, e o pessoal vai aceitando mais”, disse o cantor em entrevista ao F5, durante o campeonato, que acontece no Rio de Janeiro.

 

Segundo Jottapê, o preconceito é decorrente do pouco conhecimento sobre o assunto. “Esse mundo do game é uma novidade, e que está crescendo tanto... Eu mesmo não sabia que a final do campeonato seria tão grande assim”, afirma.

Na final do Campeonato Mundial do “Free Firre”, 12 equipes de diferentes regiões do mundo disputam um prêmio de R$ 1,5 milhão, com plateia de 450 mil pessoas.

Frente aos números expressivos, Jottapê acredita que as competições de games devem sim ser consideradas uma modalidade esportiva —o assunto é polêmico, e os eSports encontram resistência para sua regulamentação no Brasil. 

Sobra pouco espaço na agenda do funkeiro para os jogos, por conta do cronograma repleto de shows, mas ele afirma que ainda reserva um tempo para jogar no celular semanalmente, especialmente com seus amigos de infância. 

A jornalista viajou a convite da Garena.  

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem