Nerdices

Sabre de luz de Luke Skywalker será vendido por R$ 765 mil em leilão de itens de 'Star Wars'

Cerca de 25 objetos usados na saga serão leiloados

O sabre de luz original de Luke Skywalker
O sabre de luz original de Luke Skywalker - Reuters

Jill Serjeant

O sabre de luz usado por Luke Skywalker no primeiro filme da franquia “Star Wars” —uma das armas mais emblemáticas do cinema— será leiloado em Los Angeles na próxima semana e pode conseguir até 200 mil dólares (R$ 765.580).

A casa de leilões Profiles in History disse nesta segunda-feira (3) que também está vendendo cerca de 25 outros itens “Star Wars”, entre eles um capacete preto original de um piloto de caça TIE do primeiro filme de 1977 que pode sair ainda mais caro — 300 mil dólares (R$ 1.148.370).

Os filmes “Star Wars” já renderam bilhões de dólares nas bilheterias de todo o mundo, e objetos de cena e trajes da saga de ficção científica alcançam preços elevados em leilões.

Um droide R2-D2 completo usado no filme inaugural foi vendido por 2,76 milhões de dólares (cerca de R$ 10.565 milhões) em 2017, e um sabre de luz diferente usado por Skywalker foi comprado por 450 mil dólares (cerca de R$ 1.722 milhão) no ano passado.

A Profiles in History disse que a venda de itens “Star Wars da semana que vem não tem termo de comparação. O sabre de luz à venda foi usado pelo jovem Skywalker, vivido pelo ator Mark Hamill, em “Star Wars: Uma Nova Esperança” e foi criado por Roger Christian, decorador de sets de filmagem vencedor do Oscar.

Os itens “Star Wars” serão vendidos durante um leilão de peças de Hollywood em Los Angeles entre os dias 11 e 14 de dezembro. Outros lotes incluem uma câmera de efeitos especiais de alta velocidade criada pela empresa Industrial Light and Magic, do diretor George Lucas, que foi usada em “O Império Contra-Ataca”, “Os Caçadores da Arca Perdida”, ”E.T. – O Extra-Terrestre” e outros grandes sucessos de Hollywood. A câmera pode obter até 150 mil dólares (R$ 574.185).

Reuters

Reportagem adicional de Krystian Orlinski

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem