Música

Cantor do Måneskin fará teste após acusação de usar droga no Eurovision

'Não consumo droga', diz Damiano David; grupo italiano venceu festival

O vocalista Damiano David
O vocalista Damiano David - Remo Casilli-23.mai.2021/Reuters
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Haia (Holanda)
AFP

O cantor Damiano David, estrela do grupo de rock italiano Måneskin, que venceu o 65° Eurovision realizado neste sábado (22) em Roterdam, será submetido a um teste voluntário antidrogas após negar as acusações de que estava inalando cocaína durante a transmissão.

Neste domingo (23), os organizadores do festival informaram que David fará o teste na Itália. Um vídeo, que viralizou na internet, mostra o cantor inclinado sobre uma mesa no Salão Verde, a área reservada aos artistas durante a competição.

"Estamos cientes das especulações em torno do vídeo dos vencedores italianos do Festival da Canção de Eurovision", disse a União Europeia de Radiodifusão (UER) em um comunicado. "O grupo negou energicamente as acusações de uso de drogas e o cantor fará um teste voluntário de drogas ao chegar em seu país. Isso foi solicitado por eles à noite, mas não pôde ser organizado imediatamente pela UER."

Durante a entrevista coletiva deste domingo (23), o cantor de Måneskin negou que tivesse consumido drogas e esclareceu que estava olhando para baixo porque o guitarrista Thomas Raggi havia quebrado um vidro. "Eu não consumo droga. Por favor, meninos. Não digam isso, nada de cocaína", disse David depois da final.

Mais tarde, a banda disse no Instagram que estava "pronta para fazer o teste, porque não temos nada a esconder". "Estamos realmente chocados com o que algumas pessoas estão dizendo sobre Damiano consumindo drogas. Realmente somos contra as drogas e nunca consumimos cocaína", afirmaram.

A UER disse que a inspeção do local apoia o relato de David sobre o vidro quebrado. "O grupo, sua gerência e o chefe da delegação nos informaram que não havia drogas presentes no Salão Verde e explicaram que um vaso quebrou em sua mesa e o cantor estava limpando-o", afirmaram em um comunicado.

Perguntado se a Itália deve ser sancionada em caso de resultado positivo do teste de Damiano David, o ministro francês das Relações Exteriores, Jean-Yves Le Drian, respondeu à radio RTL que "corresponde à comissão de ética da Eurovision decidir se existe um problema". Mas acrescentou: "O Eurovisión tem a responsabilidade da honra deste concurso".

Måneskin triunfou com um total de 524 pontos, superando os representantes da França e Suíça, que ocuparam o segundo e terceiro lugar respectivamente.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem