Música

Com 'Watermelon Sugar', Harry Styles é o 1° britânico em 8 anos no top da Billboard dos EUA

Apenas cinco cantores britânicos alcançaram topo das paradas nos últimos 25 anos

Harry Styles chega ao topo da Billboard - Reuters
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A canção "Watermelon Sugar", de Harry Styles, 26, chegou ao número 1 na parada Billboard Hot 100 do dia 15 de agosto. O feito coloca a música como o primeira de um artista britânico a alcançar a posição nos Estados Unidos, mas não no Reino Unido, em seis anos, além de ser a primeira de um artista britânico no posto em oito anos.

Nos últimos 25 anos, apenas cinco cantores britânicos alcançaram o topo das paradas nos Estados Unidos com uma canção que não replicou o mesmo sucesso em seu país de origem, segundo informações do portal Official Charts. Antes de Styles, o último britânico a reivindicar o sucesso no topo das paradas com o número 1 fora do Reino Unido foi Charli XCX, auxiliando a rapper australiana Iggy Azalea em "Fancy".

Falando em artista principal, a derradeira a garantir o número 1 nos Estados Unidos com uma música que não teve grande sucesso no Reino Unido foi Adele. "Set Fire To The Rain" se tornou seu terceiro single número 1 nos EUA, mas obteve sucesso modesto no Reino Unido, mantendo-se no número 11. Ela também liderou o Billboard Hot 100 com "Rolling In The Deep", que foi a música de melhor desempenho de 2011 nos Estados Unidos.

O único outro homem no século 21 a replicar o sucesso de Styles é o cantor Jay Sean, que passou duas semanas no número 1 nos Estados Unidos com "Down", gravada em parceria com Lil Wayne em 2009. Anterior a Sean, é preciso voltar a 1995 para encontrar mais um britânico a atingir a façanha de Styles. Seal, com "Kiss From A Rose" atingiu o topo nos Estados Unidos e apenas o número 3 no Reino Unido.

Styles começou a fazer sucesso como um dos integrantes do fenômeno One Direction, que há cinco anos decidiu pausar as atividades. A banda, formada em 2010 pelo produtor Simon Cowell no programa The X Factor, permanece em hiato e neste ano comemorou o aniversário de dez anos.

Mas para Styles, o fim do grupo não é um problema, pelo contrário, o cantor foi o que mais ganhou desde que se lançou em carreira solo. Segundo informações do jornal britânico The Sun, Styles conquistou £50 milhões no período (cerca de R$ 350 milhões).

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem