Música

Live de Wesley Safadão ultrapassa dez horas entre músicas inéditas e polêmicas

Apresentação será transformada no álbum 'WS em Casa 2'

Wesley Safadão durante live em Aquiraz, no Ceará
Wesley Safadão durante live em Aquiraz, no Ceará - Instagram/wesleysafadao
São Paulo

Na noite deste sábado (18) teve início a live de Wesley Safadão que durou mais de dez horas, chegando ao fim na manhã do domingo (19). O show será transformado em um novo álbum do artista, chamado "WS em Casa 2". O projeto musical acontece quatro anos depois do lançamento da primeira versão. A gravação do DVD deveria ter ocorrido em São Paulo, no último dia 31 de março, mas foi alterada devido às medidas de isolamento social impostas pelo coronavírus.

A apresentação —que aconteceu em Porto das Dunas, no Ceará, e teve pico de 1,8 milhão de visualizações simultâneas —contou com sucessos do cantor, mas também músicas inéditas. Porém, não foram apenas os hits de Safadão que chamaram a atenção, mas também reclamações trabalhistas e desrespeito às recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde) no que tange os cuidados na prevenção ao coronavírus.

De acordo com informação da coluna de Fábia Oliveira, ex-funcionários da Ricardo Eletro, patrocinadora do show, aproveitaram para cobrar a empresa durante a live. Devido a pandemia, a rede de varejos teve que fechar algumas de suas lojas e, com isso, demitir funcionários. Como alguns deles não haviam recebido o dinheiro acordado no momento da rescisão, aproveitaram a live de Safadão para cobrar a empresa, pedindo, inclusive, que o artista interviesse em favor deles.

Outro fator que chamou a atenção foi a aglomeração de pessoas no local, muitas delas sem máscaras, e outras dançando abraçadas, descumprindo as orientações da OMS em relação aos cuidados para evitar a transmissão do coronavírus. Segundo a colunista, a assessoria de Safadão informou que a família do cantor não estava no local e que ele está muito preocupado com a pandemia.

Apesar das polêmicas, famosos como Paolla Oliveira, Gabigol e Ronaldo Fenômeno apareceram na live pedindo músicas ao artista. Porém, o grande destaque foi a aparição de Neymar, que usava boné com o símbolo de um de seus patrocinadores, além de ostentar uma garrafa de conhecida marca de vodca, o que iria de encontro às regras divulgadas pelo YouTube na última semana sobre a realização de lives.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem