Música

King Princess lança 1º álbum inspirado em decepções amorosas

Elogiada por Harry Styles e Kourtney Kardashian, cantora é atração do Lollapalooza 2020

King Princess no MTV Video Music Awards
King Princess no MTV Video Music Awards - Andrew Kelly/Reuters
Hanna Rantala Paul Sandle
Londres

A cantora e compositora King Princess, 20, lançará um dos álbuns de estreia de música pop mais aguardados nesta sexta-feira (25), “Cheap Queen”, mais de um ano depois de chegar ao estrelato com uma música de trabalho endossada por Harry Styles e Kourtney Kardashian. Ela é uma das atrações do festival Lollapalooza 2020, em São Paulo, que acontece nos dias 5, 6 e 7 de abril. 

O burburinho sobre a artista nascida no bairro nova-iorquino do Brooklyn, cujo nome verdadeiro é Mikaela Straus, só cresceu desde que ela lançou o single “1950”, inspirado em “O Preço do Sal”, romance de Patricia Highsmith sobre um romance lésbico proibido. A balada sentimental teve mais de 10 milhões de visualizações no YouTube desde que surgiu, em fevereiro do ano passado.

“Será intenso”, disse ela sobre o álbum, acrescentando que as canções foram inspiradas “nas decepções amorosas comuns das garotas”. “Querido, decepções amorosas, tempos difíceis, amizades, você entende, essas merdas, toda a boa merda”, disse.

Como seu nome artístico já sugere, ela brinca com a identidade de gêneros, aparecendo no vídeo de “1950” com uma roupa de caubói e um bigode feito com caneta. Ela canta sobre uma namorada que a resgata “quando os caras tentam me perseguir... porque sou só uma dama”.

Mas ela disse ser importante que os artistas LGBT não sejam rotulados. “O lance das carreiras das pessoas gays no passado é que se concentrou em uma narrativa da sexualidade, e você não capta a substância”.

Reuters
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Mais lidas