Música

Billie Joe, líder do Green Day, diz que música de Billie Eilish é libertária e pode 'salvar vidas'

Os dois se encontraram para fazer uma capa em conjunto para a Rolling Stone

Billie Joe Armstrong, do Green Day, durante show da banda no Rio de Janeiro
Billie Joe Armstrong, do Green Day, durante show da banda no Rio de Janeiro - Tuiki Borges/Divulgação
São Paulo

​A revista Rolling Stone americana fez a experiência de unir gerações, colocando no mesmo ambiente o líder do Green Day, Billie Joe Armstrong, 47, e a cantora Billie Eilish. A jovem americana revelou ser fã de Green Day desde os sete anos de idade, e recebeu elogios do veterano. 

"Não acredito que estou na mesma sala que o cara que está no meu papel de parede", diz a cantora mostrando a imagem de seu celular a Armstrong, que se espanta com o fato. 

Mas não demora que o veterano teça elogios à cantora. "Sua música é muito libertária para mim. Uma canção como 'Wish You Were Gay' é radical e acho que salva vidas", afirmou o roqueiro, que falou ainda sobre a sonoridade da cantora. 

"É como uma pessoa sincera que está se expressando e incorporando novos sons. Alguns trechos parecem meio jazz pra mim, mas as letras também são muito reais. Isso é muito importante quando você está cercado de coisas que soam sintéticas e pouco reais", concluiu. 

Ao falar sobre a insegurança de lançar uma canção sombria como "Bury a Friend", Eilish recebe um afago de Armstrong. ​"Nessa música, você está falando sobre a morte. Isso é o mais real possível. Quando eu escrevia música quando eu era muito jovem, era sempre importante para mim sentir que estou escrevendo músicas que posso cantar 20 anos depois. Uma música como 'Basket Case' é sobre perder a cabeça. Conforme você envelhece, torna-se cada vez mais real", defendeu Armstrong. 

Recentemente, a Rolling Stone uniu Elton John, 72, e Lana Del Rey, 34, na mesma capa. O veterano britânico afirmou que "senta e chora com as músicas da cantora".

 "É isso que eu amo. Amo sentar ali e chorar. Principalmente se alguma coisa me faz chorar mesmo que eu estiver tendo um boa fase. Pareço louco?", brincou o músico durante papo com Del Rey. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Mais lidas