Música

Ella Eyre, do hit 'Mama', diz que ama funk brasileiro e que quer dividir palco com Anitta

Cantora britânica já lançou faixa com influências do ritmo carioca

Cantora britânica Ella Eyre - Divulgação
 
 
João Victor Marques
São Paulo

Após Madonna, 61, gravar com Anitta, 26, e Rihanna, 31, elogiar Ludmilla, 24, agora é a vez da cantora britânica Ella Eyre, 25, declarar seu amor pelo funk brasileiro. Tanto que seu último sucesso, "Mama", até esboça uma pegada dançante próxima ao ritmo da periferia carioca.

“Eu amo o funk brasileiro. Eu gosto do jeito que o funk é produzido por aí. Eu sou realmente inspirada por todo o funk que vem daí. As diferentes culturas dos países me inspiram. Então, quando me mostraram ‘Mama’, eu falei: ‘É isso’”, contou a jovem em entrevista à Folha

A apresentação de Ella ao funk já tinha sido feita através de seus produtores, justamente com álbuns de Anitta, 26. E não teve escapatória: a britânica, dona do sucesso “Waiting All Night” (2013), afirma ter ficado encantada com a brasileira e que seria um prazer dividir o palco com ela. 

“Eu amei muito tudo o que Anitta faz. Ela é muito bonita. Fiquei encantada e apaixonada”, falou, entusiasmada. “Eu não a conheço pessoalmente, mas adoraria ter o prazer de cantar ao lado dela ao vivo”, disse a cantora, que nunca veio ao Brasil.

Falando em shows, Ella sairá em turnê pelo Reino Unido em breve, mas ela quer mais. A cantora, que já venceu o BRIT Awards de Música do Ano em 2014 com uma parceria com Rudimental, afirma que seu maior sonho, musicalmente falando, é ter uma turnê mundial, passando por diversos países e continentes.

“Meu maior sonho é falar com o mundo todo. Eu amo me apresentar, amo viajar, sair por aí fazendo shows, passando por diferentes países e descobrindo diferentes culturas, comendo coisas novas. Meu maior sonho é ter uma enorme turnê mundial, não só na Inglaterra ou Reino Unido”.

Como muitas outras cantoras no início de suas carreiras, sua maior inspiração é Beyoncé, 38. “A voz dela me inspira, a atitude. Tudo o que ela faz tem um porquê e sempre transmite uma energia muito boa para cada um. Eu gosto disso”, diz, emocionada.

Mas Eyre também não desapercebida. Com cabelão e sempre abusando de cores, estampas e peças que realçam seu corpo, Ella diz que monta seus próprios looks: "Meu estilo é estar confortável. Você vai me ver poucas vezes com salto alto, porque eu não acho salto alto confortável. Meu stylist sou eu mesma”, brinca. 

Fissurada em fazer shows e divertir seu público, Ella está em processo de produção de seu novo álbum. Sem uma data marcada, o novo trabalho da britânica deve chegar somente no segundo semestre de 2020, mas, enquanto isso, ela afirma que lançará muitas outras canções.

“Quero lançar mais músicas, meu primeiro álbum, mais colaborações. Eu não vou parar. Meu álbum deve ser lançado no final do segundo semestre do ano que vem, mas enquanto isso, eu continuarei escrevendo e lançando mais músicas, mais singles e novas parcerias”.

Uma data exata para vir ao Brasil e fazer o encontro ao lado de Anitta acontecer ainda não existe, mas ela diz já amar muito os fãs brasileiros. “Fiquei muito surpresa com a recepção de vocês quando lancei 'Mama'. Tem alguns fãs-clubes brasileiros que sempre falam comigo". "Eu prometo, eu vou [para o Brasil”, afirmou à reportagem. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem